Ka é o Carro do Ano 2015

iG Minas Gerais |

Alexandre Carneiro – 26.11.2014
undefined

Eo fim de 2014 chega à reta final. Pouco mais de duas semanas, e novamente mudamos o calendário. Nesta época acontece a tradicional eleição que aponta o Carro do Ano, uma promoção da revista “Auto Esporte”, publicada pela Editora Globo e da qual os jornais O TEMPO, Pampulha e Super Notícia fazem parte por meio de nossa representação no corpo de jurados. O título tem grande representatividade, e o campeão colhe os frutos durante todo o ano seguinte com campanhas publicitárias e marketing de forma geral. Os vencedores foram conhecidos na noite da última terça-feira (9), durante evento dos mais prestigiados, que aconteceu em São Paulo. São cinco as categorias principais que almejam o título: Carro do Ano, Carro Premium do Ano, Utilitário do Ano, Utilitário Premium do Ano e Picape do Ano. Há dois anos, a Hyundai e seu HB20 foram vencedores. Na última edição, a vez foi do Novo Golf, geração 7, que volta a ser produzido no Brasil e foi o responsável por levar para São Bernardo do Campo (SP), sede da VW, o troféu. Para a noite da festa desta semana eram enormes as expectativas. Tudo porque, diferentemente do que tinha acontecido no último prêmio, neste ano o mercado esteve muito mais aquecido em termos de lançamento. A disputa pela maior consagração foi acirrada. Na batalha, só concorrentes de peso. Os cinco finalistas foram o Audi A3, que estreou a carroceria sedã, o novo Toyota Corolla, completamente reformulado, o novo Honda Fit, também outro modelo que em nada lembra sua geração passada, o VW up!, uma revolução em tecnologia quando o assunto é motorização e reconhecidamente um projeto bem-bolado que oferece, apesar de compacto, amplo espaço interno. E por último o Ford Ka, que movimentou o segmento ao lançar um carro feito a partir do zero. Um, não, dois: o Ka hatch, opção já conhecida, e a inédita e prometida versão três volumes. O motor, assim como o do up!, também tem três cilindros, e, fora isso, os dois modelos trazem em seu bojo valor agregado em termos de equipamentos de segurança e conveniência exclusivos em sua categoria. Por essas e por outras, foi ele o grande campeão da noite, tendo sido agraciado com o cobiçado título de Carro do Ano 2015. Quando poucos modelos são apresentados no período, o título acaba ficando nas mãos da maior novidade, que não necessariamente representa o melhor pacote, que inclui estilo, custo-benefício, inovações tecnológicas e o peso com o qual impacta o segmento como um todo. É importante ressaltar que o contexto em que está inserido o lançamento deve ser e é levado em conta na hora da escolha. Mas desse mal a eleição de 2015 do Carro do Ano não padeceu. Desde janeiro, com a apresentação do VW up!, estava registrada a abertura do calendário e que seriam constantes os encontros para novos lançamentos. Ficava claro, ali, que o ano seria muito movimentado. Como foi. Voltando à noite da premiação, outros vencedores, nas categorias Utilitário do Ano, Utilitário Premium, Carro Importado Premium e Picape do Ano, foram, respectivamente, o Peugeot 3008, que recebeu leve modificação na dianteira e superou o Troller T4 na contagem final de pontos; seguido da Audi, que levou dois “canecos” para casa, um com o Audi Q3 RS, como Utilitário Premium, e o outro com o S3, versão “foguete” do A3; a Volkswagen, que não ganhou com o up!, mas levou a melhor no quesito Picape do Ano com a Saveiro, que, com a nova opção de carroceria cabine dupla, foi a campeã da noite. Essa foi a 48ª edição da premiação Carro do Ano, a mais antiga e tradicional promoção do gênero no país. No ano que vem tem mais!

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave