Michel Temer defende Graça Foster no caso Petrobras

"Seja qual for a medida a ser tomada não há nada envolvendo os critérios pessoais, a conduta, a lisura da presidente Graça Foster", disse Temer

iG Minas Gerais | AGÊNCIA BRASIL |

Rodolfo Stuckert / AGENCIA CAMARA
undefined

O vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), defendeu nesta terça-feira (16) a presidente da Petrobras, Graça Foster, em relação às denúncias de corrupção na empresa. Ele ressaltou que não existem acusações formais contra ela.

"Seja qual for a medida a ser tomada não há nada envolvendo os critérios pessoais, a conduta, a lisura da presidente Graça Foster", disse Temer. Ele também comentou o relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPMI) mista sobre o caso. "O Ministério Público já está tomando todas as providências e a Polícia Federal está fazendo as investigações que deve fazer”.

Para o vice-presidente as conclusões da CPMI não influenciam as decisões do MP ou o Executivo e tampouco o Judiciário.

Temer participou na manhã desta terça de um encontro em um hotel na zona sul do Rio de Janeiro, com  peemedebistas, para discutir propostas de reforma política no país.

O vice-presidente chamou de transitória a crise da Petrobras, com a queda das ações e de investimentos. "É natural que em face dos noticiários e questões envolvidas haja eventuais perturbações econômicas na Petrobras", destacou.

Michel Temer disse ter “absoluta convicção de que superado este momento inicial”, a empresa voltará ao tamanho que sempre teve.