Macadâmia vira febre no comércio da Coreia do Sul

Procura pelo produto aumentou 12 vezes após polêmica envolvendo filha do dono da Korean Air

iG Minas Gerais |

Sites estão surpresos com o grande aumento das vendas
Carl Davies / Commons
Sites estão surpresos com o grande aumento das vendas

Seul, Coreia do Sul. Uma cena constrangedora envolvendo um aperitivo de avião destruiu a carreira de uma executiva da Korean Air Lines e provocou uma explosão nas vendas de macadâmias no país asiático.

O sabor das macadâmias era desconhecido para muitos sul-coreanos até que Cho Hyun-ah, a filha do presidente da empresa aérea, ordenou que uma comissária de bordo saísse de um voo no começo deste mês, depois de receber as nozes servidas em um saco, em vez de em uma bandeja. Em uma entrevista à TV coreana, um dos comissários, Park Chang-jin, afirmou que Cho obrigou a colega aeromoça e ele a se ajoelharem e pedirem perdão.

A executiva renunciou às funções após uma tempestade de críticas sobre sua reação, que forçou o voo a retornar ao portão antes do embarque. Mas, depois desse fato, a macadâmia virou um nome familiar na Coreia do Sul, o que tem impulsionado de forma surpreendente as vendas.

A Auction, uma unidade sul-coreana do eBay e segundo maior site de e-commerce da Coreia do Sul, informou ontem que as vendas do produto subiram quase 12 vezes nos últimos cinco dias, sem quaisquer promoções ou ações de publicidade. O site disse que macadâmias respondiam anteriormente por cerca de 5% de suas vendas de nozes, mas agora eram responsáveis por quase metade.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave