Diplomação tem protesto contra Bolsonaro e atraso de Romário

Cerimônia com candidatos eleitos no RJ, nesta segunda-feira (15), teve protesto dos deputados do PSOL e ausência de outros parlamentares

iG Minas Gerais | Folhapress |

A diplomação dos candidatos eleitos no Rio, nesta segunda-feira (15), teve cenas que fugiram do protocolo. Enquanto deputados do PSOL protestaram contra Jair Bolsonaro (PP-RJ), outros parlamentares não receberam o título por terem chegado atrasado.

Eleito deputado federal com a maior votação no Estado, Jair Bolsonaro foi o primeiro a ser diplomado na cerimônia do TRE (Tribunal Regional Eleitoral), promovida na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio). Quando ele se levantou para receber o título, os deputados do PSOL presentes viraram de costas e mostraram pequenos com os dizeres: "Violência contra a mulher não pode ter voz no Parlamento".

O protesto foi uma crítica à fala do deputado do PP que afirmou que não estupraria a deputada Maria do Rosário (PT-RS) porque ela não "merecia".

"É importante ter diversidade de pensamentos no Congresso. Mas não uma representação que ameace a democracia", disse o deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL).

Bolsonaro se defendeu: "Ela me chamou de estuprador e agora eu sou réu? Lá [no Congresso] não é colégio de freiras. Lá não tem santa. Ela não é santa. Nem o seu Marcelo frouxo deveria fazer esse papel de babaca."

Além do deputado do PP, outros parlamentares eleitos saíram insatisfeitos do plenário da Alerj, mas por outros motivos. Mantendo a rigidez que caracterizou sua gestão no TRE do Rio, o desembargador Bernardo Garcez, não entregou o diploma daqueles que se atrasaram. Cerca de 15 não receberam o documento, entre eles o senador eleito Romário (PSB-RJ) e os deputados Chico Alencar (PSOL), Jandira Feghalli (PC do B) e Clarissa Garotinho (PR).

"Cheguei cinco segundos atrasada. Me atrasei tirando fotos na entrada com eleitores. Me falaram que não tinha começado", disse Clarissa. Os atrasados deverão pegar o diploma na quarta-feira (17) às 18h. A diplomação é a formalidade que torna o eleito apto a tomar posse. Ela é de responsabilidade da Justiça Eleitoral.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave