Vítima de suposto serial killer diz que sobreviveu graças ao filho

Jovem, de 23 anos, disse que ela e o filho sobreviveram ao ataque do homem por causa do choro da criança, que na época tinha cinco meses

iG Minas Gerais | Folhapress |

 Mais uma das vítimas de Sailson José das Graças, 26, foi ouvida por policiais da Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense na tarde desta segunda-feira (15). A jovem de 23 anos disse que foi atacada pelo suposto serial killer em outubro do ano passado, quando dormia ao lado do filho, na época com cinco meses.

A sobrevivente afirmou que o assassino confesso tentou asfixiá-la esganando o seu pescoço. Sailson também a perfurou no pescoço e no céu da boca com um objeto pequeno, que ela disse não ter identificado. O bebê também levou dois cortes no pescoço.

Os dois sobreviveram graças à avó da vítima, de 73 anos, que acordou com o choro da criança e foi até o quarto para saber o que estava acontecendo.

"A casa da minha avó era ao lado da minha. Eu não consegui gritar porque ele apertava meu pescoço com muita força, e a voz não saía. Com o choro do meu filho, minha avó foi até lá, e o assassino fugiu" disse a jovem, que se mudou do bairro Santa Rita, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, após o crime.

"Agora tenho medo do escuro, de sair na rua", disse a vítima mostrando as marcas no pescoço. Ela contou ainda que o crime aconteceu por volta das 3h. Ela explicou que sua casa estava em obras, não tinha janela, apenas um tapume que era amarrado com arame.

"Me sinto uma sortuda de ter sobrevivido, mas graças a Deus e a minha avó. Fico aliviada pela prisão dele. Só tenho medo que ele seja solto" disse.

Segundo a polícia, Sailson confirmou a tentativa de homicídio contra mãe e filho. Ele identificou as vítima por fotos. Até o final da tarde desta segunda, a polícia havia confirmado 11 casos envolvendo Sailson - sete homicídios e quatro tentativas de homicídios. Em depoimento à polícia, o suposto serial killer confirmou ter matado 43 pessoas - a maioria mulheres brancas.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave