STJD remarca julgamento do Icasa para 2014 e Coelho garante presença

Terceiro interessado no caso, o América estará presente por meio de sua diretoria e advogados

iG Minas Gerais | Lohanna Lima |

16/12/2013 - ATAQUE - Julgamento dos clubes Flamengo e Portuguesa, realizado no STJD, no Rio de Janeiro, acusados de escalar jogadores suspensos na 38ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado do julgamento pode rebaixar a Portuguesa e salvar o Fluminense da segunda divisão. Na foto, representante da Portuguesa discursa no plenario. Foto de Márcio Mercante / Agência O Dia                                                     ESPORTE / FUTEBOL / JULGAMENTO / SÉRIE B / REBAIXADO
Agência O Dia
16/12/2013 - ATAQUE - Julgamento dos clubes Flamengo e Portuguesa, realizado no STJD, no Rio de Janeiro, acusados de escalar jogadores suspensos na 38ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado do julgamento pode rebaixar a Portuguesa e salvar o Fluminense da segunda divisão. Na foto, representante da Portuguesa discursa no plenario. Foto de Márcio Mercante / Agência O Dia ESPORTE / FUTEBOL / JULGAMENTO / SÉRIE B / REBAIXADO

Anteriormente adiado por falta de quórum – quantidade necessária de auditores para realizar um pleito –  e remarcado para janeiro, o STJD colocou o julgamento do Icasa, novamente, na pauta de 2014 e a sessão será realizada na próxima quinta-feira, dia 18. Admitido como terceiro interessado no caso pelo tribunal, o América garante que estará presente na sede do STJD por meio de sua diretoria e advogados.

“Fomos admitidos no processo como terceiro interessado. Nesta condição, o América poderá fazer uma sustentação oral. Também já apresentamos um documento para todos os auditores que participarão do julgamento. Vamos esgotar todas as medidas jurídicas para que o nosso direito seja garantido. Alguns membros da diretoria estarão presentes juntamente com nossos advogados”, explica Paulo Lasmar, membro do conselho administrativo do América.

No último mês de agosto, o Icasa foi excluído da Série B do Campeonato Brasileiro após entrar na Justiça comum contra a CBF, exigindo uma vaga na Série A. O clube cearense disputou o restante da competição por meio de um efeito suspensivo. Se confirmada a exclusão, os resultados do Icasa devem ser excluídos ou convertidos em W.O, o que fará com que haja alteração no G-4 do Brasileiro.

O América encerrou sua participação na Série B em quinto lugar, com 61 pontos. O Avaí, que ficou com a quarta posição e a última vaga para a Série A, somou 62. Com a exclusão do Icasa, o Coelho, que somou apenas um ponto contra os cearenses, passaria à frente do Avaí, que venceu os dois confrontos. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave