PM combate desvio de recursos de emendas parlamentares em Rondônia

Processo corre em segredo de Justiça, mas, segundo o MP, há indícios de que integrantes do Executivo e do Legislativo participavam do esquema

iG Minas Gerais | Folhapress |

Policiais da Companhia de Operações Especiais da Polícia Militar (COE-PM) e promotores do Ministério Público de Rondônia (MP-RO) deflagaram na manhã desta segunda-feira (15) uma operação para desarticular um suposto esquema de desvio de verbas públicas por meio de emendas parlamentares.

Embora a parte policial já tenha sido encerrada, PM e MP não informaram à Agência Brasil quantos dos três mandados de prisão e seis de busca e apreensão haviam sido cumpridos até a publicação desta matéria. O primeiro balanço da Operação Zagreu será divulgado durante em entrevista coletiva, em Porto Velho.

O processo corre em segredo de Justiça, mas, segundo o MP, há indícios de que integrantes do Executivo e do Legislativo participavam do esquema. Parte do dinheiro público era desviada dos cofres do governo de Rondônia por meio da liberação de verbas para a realização de shows e festas pagas com recursos de emendas parlamentares.

Além das prisões e apreensões, a Justiça de Rondônia autorizou a suspensão de servidores de funções públicas, proibição de acesso a órgãos públicos, indisponibilidade de bens e outras medidas cautelares.

A Agência Brasil entrou em contato com a assessoria da Assembleia Legislativa. Embora ainda não tenha sido oficialmente notificada do envolvimento de qualquer parlamentar ou servidor da Casa no esquema, a presidência da assembleia orientou todos os diretores a estar a postos, de prontidão, caso seja necessário prestar quaisquer informações às autoridades policiais. Ainda segundo a assessoria, nenhum mandado judicial foi cumprido na Casa e o expediente está normal.

De acordo com o MP, os suspeitos são investigados pelos crimes de falsidade ideológica, peculato, advocacia administrativa, entre outros.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave