13º faz cair percentual de cheques sem fundos, aponta Serasa

Na comparação por estados, Roraima lidera o ranking nos primeiros 11 meses do ano, com alta de 11,21% de devoluções de janeiro a novembro

iG Minas Gerais | Agência Brasil |

O percentual de cheques devolvidos por falta de fundos foi 1,93% em novembro, conforme indicam os dados da empresa de consultoria Serasa Experian. O resultado é menor do que o registrado no mesmo mês do ano anterior (2%) e menor do que o registrado em outubro, quando ficou em 1,97%. Para os economistas da Serasa, a entrada do décimo terceiro salário é a explicação para a queda da inadimplência nos cheques.

No acumulado do ano, de janeiro a novembro, 2,05% dos cheques foram devolvidos. Esse patamar é ligeiramente superior ao verificado no mesmo período do ano passado, quando a taxa ficou em 2,01%. Na avaliação da empresa de consultoria, essa alta é explicada por um cenário econômico adverso em 2014, com “juros mais altos, economia em estagnação e enfraquecimento do nível de emprego”, conforme nota da Serasa Experian.

Na comparação por estados, Roraima lidera o ranking nos primeiros 11 meses do ano, com alta de 11,21% de devoluções de janeiro a novembro. São Paulo, por sua vez, foi o estado com menor percentual, com taxa de 1,26%. Além de São Paulo, três estados apresentaram taxas abaixo da média nacional: Mato Grosso do Sul (1,85%), Rio de Janeiro (1,49%) e Amazonas (1,29%).

Entre as regiões do país, o Norte tem maior volume de cheques sem fundos, com 4,55%, seguido pelo Nordeste (4,48%), Centro-Oeste (3,25%) e Sul (2,27%). Apenas a região Sudeste tem taxa inferior à média nacional, com 1,48%.

Leia tudo sobre: cheque sem fundoinadimplência13º