Presos precisaram de cuidados médicos

iG Minas Gerais |

7Apesar de a Secretaria de Defesa Social (Seds) ter informado que nenhum dos condenados teve problemas de saúde durante o período de reclusão, Simone Vasconcelos precisou ir a um hospital depois de sofrer uma queda.

Segundo o advogado da condenada, Leonardo Yarochewsky, há alguns meses, Simone Vasconcelos foi subir em sua cama e caiu. O acidente provocou ferimentos, e ela precisou ser levada a um hospital.

“Ela sofreu uma queda e acabou se machucando. Apesar dos ferimentos, nada grave aconteceu com a Simone. Ela foi hospitalizada e hoje está recuperada”, explicou.

O advogado do núcleo do esquema que pertencia ao Banco Rural, que envolve Kátia Rabello, Vinícius Samarane e José Roberto Salgado, Maurício Campos, não quis dar detalhes sobre a saúde de cada um, mas explicou que “eventuais necessidades foram atendidas”.

“Não cabe detalhar aspectos da saúde dos meus clientes. No entanto, eventuais necessidades foram atendidas com profissionais disponíveis nas respectivas unidades e, excepcionalmente, ante a falta de corpo técnico adequado, foi suprida por profissionais autorizados a assisti-los”. (GR)

 

 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave