Estátua restaurada do faraó Amenófis III é revelada no Egito

A estátua, de 110 toneladas, é colocada em pé pela primeira vez desde que foi derrubada, há 3.200 anos

iG Minas Gerais | AFP |

Turista tira foto de duas estátuas colossais do Faraó em 14 de dezembro de 2014
AFP PHOTO / RADWAN ABU-ELMAGD
Turista tira foto de duas estátuas colossais do Faraó em 14 de dezembro de 2014

Arqueólogos revelaram neste domingo (14) uma estátua colossal restaurada do faraó Amenófis III, derrubada por um terremoto há 3.000 anos no famoso templo da cidade egípcia de Luxor.

A estátua de Amenófis III de pé foi instalada na porta norte do templo funerário do faraó, na margem ocidental do Nilo.

O templo é famoso por seus dois colossos de 3.400 anos que representam Amenófis III, cujo reinado, no século XIV a.C., marcou o apogeu da civilização do Antigo Egito.

Os Colossos de Memnon, de 21 metros, representam o faraó sentado com as mãos sobre os joelhos, e atraem milhares de turistas anualmente a Luxor.

O colosso revelado hoje, de 12,92 metros, foi instalado perto de uma estátua idêntica apresentada à imprensa em março. Originalmente, estas duas estátuas ladeavam a porta norte do templo.

"Trata-se das estátuas mais altas de um rei egípcio representado de pé", disse o arqueólogo Hurig Suruzian, responsável pela missão de conservação do templo.

A estátua, de 110 toneladas, é colocada em pé pela primeira vez desde que foi derrubada, há 3.200 anos, assinalou.

Os arqueólogos começaram em novembro a juntar os 89 blocos de pedra e inúmeros fragmentos que compõem a estátua.

Investidores internacionais e privados são responsáveis pelos trabalhos de restauração do templo de Amenófis III.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave