Bolsa Família transferiu R$ 1,9 bi para MG em 2013

iG Minas Gerais |

O Bolsa Família é um dos programas do Plano Brasil Sem Miséria e uma das maiores políticas sociais de transferência de renda do mundo. Implantado em 2004, o programa foca nas famílias que possuem renda per capita inferior a R$ 77 mensais, com teto de R$ 154. A família deve ter obrigatoriamente gestantes, nutrizes ou crianças e adolescentes de até 17 anos.

Para receber o benefício, um responsável, normalmente a mulher, deve preencher o Cadastro Único, instrumento que organiza e identifica a população de alta vulnerabilidade.

O pagamento é feito mensalmente e pode ser sacado por meio de um cartão.

Como condicionalidades, o programa exige frequência mínima na escola de 85% para crianças de 6 a 15 anos e de 75% para adolescentes de 16 e 17 anos. Além disso, as mulheres de 14 a 44 anos devem fazer acompanhamento médico periódico.

Em Minas Gerais, 2,9 milhões de famílias estão cadastradas. Dessas, o programa beneficiou 1,15 milhão em novembro, com um total de R$ 181,5 milhões. No acumulado do ano, já foi transferido para o Estado R$ 1,37 bilhão. Em 2013, o Bolsa Família em Minas alcançou R$ 1,9 bilhão, um aumento de 27% em relação a 2011, primeiro ano do mandato de Dilma Rousseff.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave