Inovação a bordo

Com atrações inéditas e avanços tecnológicos, Quantum of the Seas se destaca entre os transatlânticos lançados em 2014

iG Minas Gerais | Eduardo Maia |

O navio Quantum of  the Seas  custou US$ 1 bilhão
Eduardo Maia/Agência O GLOBO
O navio Quantum of the Seas custou US$ 1 bilhão

Uma grande fila se forma em frente ao simulador de paraquedismo, enquanto, logo abaixo, surfistas amadores arriscam manobras em ondas artificiais. Do outro lado da parede, marmanjos dirigem sem qualquer prudência em uma pista de carrinhos de bate-bate. Em outro ponto, robôs preparam drinques.

E do alto de uma gôndola que chega a 22 m é possível ter a exata noção do tamanho deste parque de diversões flutuante. Principal navio de cruzeiros lançado em 2014, o Quantum of the Seas, da Royal Caribbean, é um passo além no turismo marítimo, com inovações tecnológicas e conceituais. Com 18 decks, 167.800 toneladas e 2.090 cabines, com capacidade para 4.180 passageiros, o Quantum é o terceiro maior transatlântico do mundo, atrás apenas dos gêmeos Oasis e Allure of the Seas, também da Royal Caribbean, para 5.400 passageiros. Mas o Quantum of the Seas se destaca mesmo pelas inovações, do check-in inteligente, que agiliza o embarque, ao sistema de reservas de restaurantes, que foge do padrão de almoços e jantares em dois turnos em um restaurante principal.

Sem falar nos “brinquedos” já citados, como a gôndola North Star, o simulador de paraquedismo RipCord o espaço multiuso Seaplex e o Bionic Bar, todas atrações inéditas nos mares até então.

Cruzeiros

O navio, que custou US$ 1 bilhão, foi lançado oficialmente em 14 de novembro e inaugura a classe Quantum, que terá ainda o Anthem of the Seas, a partir de abril, e o Ovation of the Seas, em 2016. Até abril ele fará cruzeiros de sete e oito noites entre Cape Liberty, em Nova Jersey, e o Caribe. Depois segue para a região de Xangai, na China, onde ficará baseado pelas próximas temporadas.

O Quantum of the Seas foi o mais badalado lançamento do ano, mas não foi o único. No início de novembro o maior navio de cruzeiros com bandeira italiana chegou aos mares. Com capacidade para 4.900 passageiros, o Costa Diadema é a maior embarcação da Costa Cruzeiros e deve ser uma das grandes atrações do Mediterrâneo, por onde já tem viagens programadas até o fim de 2015.

Por enquanto, para conhecer os novos navios de perto, os brasileiros terão que viajar para fora do país. A temporada brasileira, que começou em 4 de novembro e vai até abril, terá apenas dez embarcações, sem nenhuma estreia.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave