Cemig pagará R$ 18 milhões de indenização para idosos

Impasse por desapropriação de imóvel começou em 1976

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |



Acordo entre Cemig e idoso foi fechado no último mês em Valadares
ALEX DE JESUS/O TEMPO
Acordo entre Cemig e idoso foi fechado no último mês em Valadares

Após mais de 30 anos de batalha judicial, um idoso de 84 anos receberá R$ 18 milhões da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) pela desapropriação de um imóvel. O acordo foi selado no último mês, no Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejus) de Governador Valadares, no Vale do Rio Doce.

O aposentado e a mulher receberam a quantia de R$ 18.262.440,62. De acordo com o juiz Roberto de Castro, o feito original de desapropriação, movido em 1976 pelo Departamento de Águas e Energia Elétrica de Minas Gerais, órgão que desempenhava as funções que atualmente competem à Cemig, foi julgado procedente pelo então juiz da 2ª Vara Cível, Hércules Moreira Barbosa, com sentença confirmada pelo Tribunal de Justiça.

“Durante a enchente de 1979, quando o processo se encontrava sob a guarda e responsabilidade do perito judicial, os autos se extraviaram. Eles foram restaurados em 2011, com a determinação de se apurar o valor a ser pago a título de indenização pela desapropriação de uma área de 262.038 m²”, afirmou o magistrado.

Ainda conforme o juiz, em termos financeiros, esse foi o maior acordo da história da comarca.

Resposta

Jurídico. A assessoria de imprensa da Cemig informou à reportagem que, como o setor jurídico não faz plantão, não seria possível responder aos questionamentos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave