Organização confirma reinício de etapa que pode consagrar Medina

Para levar o título neste sábado, brasileiro tem de torcer por derrotas de Mick Fanning e Kelly Slater

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

A organização da última etapa do Mundial de surfe, na praia de Pipeline, no Havaí, confirmou o reinício da competição neste sábado (13), depois da realização da primeira fase na sexta-feira (12).

O paulista Gabriel Medina, 20, que luta para se tornar o primeiro brasileiro campeão mundial de surfe, pode levar o título já neste sábado.

Para isso, ele precisa torcer para que os seus dois rivais pelo título, o australiano Mick Fanning, 33, e o americano Kelly Slater, 42, percam as suas baterias.

Medina pode ser campeão mesmo só com derrota de Fanning, mas, neste caso, teria que vencer na terceira rodada para eliminar Slater.

O americano tem que encarar uma repescagem pela frente para se classificar para a terceira rodada, enquanto Medina e Fanning já estão na terceira rodada, que deve ser disputada ainda neste sábado, dependendo das condições do mar.

A previsão indica ondas de 15 a 18 pés (4.5 a 5.4 metros).

Leia tudo sobre: surfemedinafanningslater