Passar da primeira bateria me deixa mais confiante, diz Medina

Surfista brasileiro superou dificuldades psicológicas para vencer e alcançar classificação direta para a terceira rodada

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

O paulista Gabriel Medina, 20, superou o nervosismo da estreia e venceu a primeira bateria da última etapa do Mundial de surfe, disputada na praia de Pipeline, no Havaí, na sexta-feira (12).

Após o triunfo, que lhe garantiu passagem direta para a terceira rodada, Medina vibrou e disse estar mais preparado para o próximo desafio.

"Foi bom ter passado a primeira [bateria] e isso me deixa mais confiante. É sempre bom começar assim. Eu estava ansioso, mas tranquilo ao mesmo tempo. Eu sei que, se as coisas tiverem que acontecer, elas vão acontecer. Estou deixando rolar", disse Medina.

"O mar estava mais ou menos, eu não tive muitas oportunidades, então tive que escolher as menores e melhores ondas, e deu certo. O importante foi passar", afirmou Medina.

O brasileiro, que luta para se tornar o primeiro surfista do país a conquistar o título mundial, teve um 3.33 e um 5.50 como as suas melhores notas. Somou 8.83 pontos. Foi o suficiente para avançar no campeonato.

Medina deve voltar a competir neste sábado (13). Vai depender, porém, das condições do mar para a realização da etapa. O brasileiro pode até se consagrar campeão neste sábado. Para isso, terá que torcer por derrotas do australiano Mick Fanning, 33, e do americano Kelly Slater, 42.

Assim como Medina, Fanning passou direto para a terceira rodada. Já Slater terá que disputar a repescagem.

Leia tudo sobre: pipelinesurfhavaigabriel medina