Pai de Jô torce por nova volta por cima do filho no futebol

Atacante está com a família em São Paulo e deve ter que se reapresentar ao Galo em janeiro

iG Minas Gerais | Fernando Almeida |

Indefinição. 
Enquanto passa férias em São Paulo com a família, Jô aguarda contato da diretoria do Atlético para saber sobre seu futuro
Bruno Cantini
Indefinição. Enquanto passa férias em São Paulo com a família, Jô aguarda contato da diretoria do Atlético para saber sobre seu futuro

“Depois que passou a turbulência estamos vendo o que iremos fazer. O importante para mim é que ele é um bom filho”. As palavras do pai de Jô, Dario Silva, transmitem a calma e a serenidade necessárias para o atacante repensar sua carreira e, novamente, surpreender a todos que duvidam de sua capacidade.

Na reta final do Brasileirão, o avante, ao lado de André e Emerson Conceição, teve seu contrato suspenso pelo Galo por um mês após um ato de indisciplina. A punição chegou ao fim, e Jô voltou para o aconchego de sua família, em São Paulo, com intuito de esfriar a cabeça e deixar o seu futuro nas mãos de seu empresário e da diretoria atleticana.

Dario, então, fez o que todo pai tende a fazer: conversou e cuidou de seu filho. Contudo, ele deixa sua cria cuidar da própria vida; dá espaço para Jô entender o que é melhor para o seu destino.

“A gente não conversa sobre isso (carreira); não adianta. Eu, como pai, não tenho que falar nada. Ele está comigo aqui em São Paulo, está esperando ver o que vai acontecer em janeiro. Ele está tranquilo, comendo a comidinha da mãe”, comentou Dario a reportagem de O TEMPO.

E pensar que há um ano Jô era visto como peça fundamental no Atlético. Além de ter sido destaque na conquista da Copa Libertadores de 2013, ele estava na mira de grandes clubes – com o valor no mercado de cerca de 15 milhões de euros – e sua saída parecia iminente.

Jô foi então convocado por Felipão para a Copa do Mundo, mas viajou o Brasil em um momento de declínio no Galo. Restou ao atacante engolir sua má fase e finalizar a temporada em outro patamar, longe de ser aquele que fez a Massa vibrar no Horto e no Mineirão.

Corinthians. Dario assegura que deseja a permanência do filho no Galo, mas sempre deixou clara a torcida de sua família pelo Corinthians, clube no qual Jô ainda frequenta nas suas férias, enquanto o seu empresário negocia seu futuro.

“Ele foi na festa lá no clube anteontem (quarta) homenagear a sobrinha que joga vôlei no clube. Os funcionários o cumprimentaram e foi muito bacana para ele. Foi lá onde tudo começou, né?”, contou Dario.

No mercado

Afastados. Jô, André e Conceição foram punidos e, teoricamente, terão de se reapresentar em janeiro. Contudo, o Galo trabalha para negociar os três atletas, que, inicialmente não estão nos planos de Levir Culpi.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave