Papa afirma que cachorros também vão para o céu e cria polêmica

Declaração virou notícia na mídia italiana e despertou discussão entre defensores dos animais e teólogos católicos

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Pop. 
Na Polônia, o papa Francisco tem 92% de avaliação positiva
Andrew Medichini
Pop. Na Polônia, o papa Francisco tem 92% de avaliação positiva

Papa Francisco protagonizou mais uma cena tocante em aparição na Praça de São Pedro, nesta sexta-feira (12), no Vaticano. Dessa vez, para tentar consolar uma criança triste pela morte de seu cachorro, Francisco disse que "o paraíso está aberto a todas as criaturas do Senhor".  A declaração virou notícia na mídia italiana e despertou um debate que acompanha toda a história da Igreja. As informações são da Folha de S. Paulo.

Organizações que lutam pelos direitos dos animais, como Humane Society e People for the Ethic Treatment of Animals (PETA), receberam positivamente a fala do papa, que além de afirmar que os animais vão para o céu, também completou que eles são bem tratados lá.

Por outro lado, os estudiosos da teologia católica conservadora não interpretaram a afirmação da mesma forma e repudiaram. Para eles, os animais não podem ir para o céu porque não têm alma.

Apesar de não ter ficado claro o que realmente o papa Francisco pretendia com a afirmação, um debate sobre o tema voltou a crescer pelo mundo, causando mais insatisfação na ala conversadora da Igreja que já vêm demonstrando incômodo com os posicionamentos do líder católico.

Substituto de Bento 16, o papa argentino já se posicionou a favor do casamento entre pessoas do mesmo sexo e também fez declarações apoiando os defensores da teoria do Big Bang.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave