Presidente da Korean Air se desculpa por polêmica causada por filha

"Eu me desculpo como pai e principal responsável pela Korean Air", afirmou Cho, de 65 anos, que também anunciou que a filha perderá todos os cargos na companhia aérea e em outras empresas da família

iG Minas Gerais | Folhapress |

O presidente da companhia aérea sul-coreana Korean Air, Cho Yang-ho, se desculpou formalmente nesta sexta-feira (12) pelo polêmico incidente protagonizado por sua filha, que expulsou um membro da tripulação por servir nozes em um saco plástico, em vez de um prato.

"Eu me desculpo como pai e principal responsável pela Korean Air", afirmou Cho, 65, que também anunciou que a filha perderá todos os cargos na companhia aérea e em outras empresas da família. Vice-presidente da companhia e filha do mandatário, Cho Hyun-ah apresentou na terça-feira (9) sua demissão devido às fortes críticas recebidas após ser noticiado que, dias antes, havia expulsado do avião um membro da tripulação que serviu porções de noz macadâmia em um saco plástico, em vez de um prato.

"Eu sinceramente peço desculpas por causar incômodo a todos", disse Cho Hyun-ah nesta sexta, quando chegou ao Ministério do Transporte para responder sobre o caso. Ela disse que pedirá desculpas pessoalmente ao membro da tripulação que ela obrigou a sair do avião.

O incidente, que repercutiu pelo mundo, ocorreu na sexta-feira da semana passada no Aeroporto Internacional John F. Kennedy de Nova York com o avião prestes a decolar rumo a Seul. Cho Hyun-ah, também conhecida pelo nome anglo-saxão Heather, ordenou a expulsão do tripulante e o avião, com 250 passageiros a bordo, teve que suspender a decolagem e retornar ao portão de embarque, o que causou um atraso de 11 minutos.

A notícia gerou enorme polêmica ao longo da semana na Coreia do Sul, onde a imprensa e internautas consideraram a atitude da vice-presidente como "abusiva" e "arrogante", o que levou ao governo a abrir uma investigação sobre o caso.

O dono e presidente da empresa explicou nesta sexta (12) que a decisão de afastar a filha de qualquer cargo nas empresas da família ocorrerá independentemente do resultado da investigação iniciada pelo Ministério de Transporte e pela Promotoria sul-coreana.

Heather era vice-presidente da companhia aérea, responsável pelo serviço nos voos e nos hotéis e conselheira de três filiais da companhia: Kal Hotel Network, Wangsan Leisure Development e Hanjin Travel Service.

Fundada em 1969 e com uma frota de aproximadamente 160 aviões, a companhia aérea Korean Air faz parte de um dos conglomerados familiares com elevado poder político e econômico na Coreia do Sul.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave