PM suspeito de assassinar ex no Nacional é preso em casa e nega crime

Segundo equipe do 40º Batalhão, que efetuou a prisão, suspeito estava tranquilo

iG Minas Gerais | CAROLINA CAETANO |

Camila estava a caminho do trabalho quando foi baleada e morta
FACEBOOK / REPRODUÇÃO
Camila estava a caminho do trabalho quando foi baleada e morta

O cabo de 39 anos suspeito de atirar e matar a ex-namorada foi preso em casa, no fim da manhã desta sexta-feira (12), em Ribeirão das Neves, na região metropolitana Belo Horizonte. Ele estava em casa.

Segundo o tenente Amilcar Bruno, do 40º Batalhão de Polícia Militar, após um pedido da delegada de Contagem, local do crime, uma equipe foi ao imóvel do suspeito.

“Nós já tínhamos ido à casa dele ontem (quinta-feira), mas não encontramos ninguém. Retornamos na manhã de hoje e fomos recebidos por ele”, explicou o militar.

Conforme o tenente, o cabo negou que tenha matado Camila Francine Silva. “Ele estava muito tranquilo e afirmou que não esteve com a vítima ontem. Agora, ele está sendo ouvido pela delegada.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave