Entressafra do futebol

iG Minas Gerais |

Chegou aquele período chato para o jornalismo esportivo, e acredito que também para os torcedores. Muita especulação, muito disse me disse e pouca confirmação. Hora de entrar em campo o jornalista investigativo, só que poucos veículos de comunicação podem se dar ao luxo de destacar um profissional para saber o que realmente está acontecendo neste triângulo que envolve dirigentes, empresários e jogadores. É um período que normalmente os jornalistas especializados também estão de férias, o que dificulta ainda mais os contatos. Quando surge uma notícia ela é replicada, ganha destaque em todos os veículos e permanece por mais de um dia. Como exemplo posso citar a notícia do jogador argentino Lucas Pratto, ou as renovações de Tardelli e Moreno. Mesmo com a redução do espaço nos jornais e dos tempos nas TVs e rádios, é preciso continuar informando, não pode virar para o torcedor e dizer que não tem notícia de uma forma tão direta. Nas entrelinhas o torcedor, vai acabar percebendo que não mudou nada de um dia para outro. Notícias de renovação são divulgadas; de contratações, não. Até porque, é preciso guardar um certo sigilo dos concorrentes. Todos os times estão com uma lupa ou binóculo tentando enxergar ou localizar algum reforço.

Mercado. Na economia existe a lei da oferta e da procura e ela se aplica muito bem no futebol. São muitos clubes buscando uma matéria-prima escassa conhecida como jogador. Só que quando a procura é maior do que a oferta o preço vai lá pra cima, e é isso que está acontecendo no mercado da bola. Ou faz em casa ou paga caro para comprar.

Especial. Hoje, no aniversário de BH, a Rádio CBN realiza um programa especial sobre a cidade. Um estúdio foi montado no Mercado Central, tradicional ponto turístico da capital. As taças de campeão da Copa do Brasil e do Campeonato Brasileiro vão ficar expostas ao público de 8h da manhã até 12h. Uma boa oportunidade para ver de perto e tirar aquela foto histórica.

Festa. Depois de assistir à festa que fez o River Plate, pela conquista da Copa Sul-americana, na quarta, confesso que fiquei com inveja. Os caras sabem comemorar, e a conquista se transformou em um espetáculo. A torcida do Nacional já havia realizado uma bela festa em Medellin. Temos que aprender com os vizinhos.

Coelho. O América escolheu o seu novo Conselho Gestor. Alguns nomes novos para dar uma oxigenada. Desejo sorte aos que vão comandar um dos grandes times do nosso Estado. A missão não é fácil. Para o América tudo é um pouco mais difícil. Até hoje o clube paga a penitência por ter conquistado dez campeonatos seguidos. Para 2015 o grande reforço seria a permanência de Marcus Salum.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave