Chefe da McLaren culpa Hamilton por imbróglio com Alonso em 2007

Desentendimentos fizeram com que espanhol deixasse o time no fim da temporada e título daquele ano ficasse com o piloto da Ferrari Kimi Raikkonen

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

BAS CZERWINSKI/ASSOCIATED PRESS
undefined

No dia em que anunciou a volta de Fernando Alonso à McLaren, Ron Dennis, CEO do time inglês, responsabilizou Lewis Hamilton pela passagem mal-sucedida do piloto espanhol pelo time em 2007. Naquela época, Alonso chegou à equipe vindo de dois títulos conquistados com a Renault e foi surpreendido pelo bom desempenho do então estreante Hamilton, cria da McLaren desde os tempos de kart. Os desentendimentos entre os dois acabaram fazendo com que o espanhol deixasse o time ao fim da temporada e, por conta da disputa interna na McLaren o título daquele ano acabou ficando com o ferrarista Kimi Raikkonen. "Se voltarmos àquela época, basta olhar para a química [entre Alonso e Hamilton]. Tínhamos Lewis, um jovem piloto que era visto por muitos como 'o escolhido', mas que também era imaturo. E, para ser sincero, quem deu o primeiro passo [para o início dos desentendimentos]? Eu diria que Lewis teve seu papel para que este processo tivesse início e acabasse como acabou depois", afirmou Dennis durante o evento que marcou o anúncio de Alonso e Jenson Button como titulares do time em 2015. Após a saída de Alonso da equipe, em 2007, Hamilton permaneceu na McLaren até o fim de 2013, quando transferiu-se para a Mercedes, time pelo qual foi campeão neste ano. Dennis ainda fez um "mea culpa" e disse que poderia ter lidado melhor com os pilotos época. "Provavelmente eu poderia ter lidado melhor com a situação, mas a verdade é que você olha para seus erros e, se é honesto consigo mesmo, você os aceita e tenta não repetir as mesmas coisas. Não imagino que eu vá ter nenhum tipo de problema com o Fernando", declarou o dirigente inglês. "Não foi a primeira vez que tive problemas com pilotos. Já tinha passado por isso com Alain [Prost] e Ayrton [Senna] algumas vezes e sempre encontrei uma maneira de lidar com isso. Mas, daquela vez [com Hamilton e Alonso], não consegui. Olho para trás e tenho a mesma sensação que Fernando tem: você se arrepende de seus erros, mas não pode mudar o que aconteceu."

Leia tudo sobre: Ron DennisculpaLewis HamiltonconfusaoAlonsoequipe2007