Mais de 5 mil km de obras de rodovias do PAC 2 foram concluídas

De acordo com o balanço, os contratos de restauração e manutenção rodoviária abrangem 63% dos 50.679 km contratados

iG Minas Gerais | Agência Brasil |

O segundo ciclo do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) já finalizou 5.188 quilômetros (km) de rodovias. Do total, 1.413 km correspondem às concessões feitas pelo governo federal. Atualmente, há 7.002 km de obras em andamento, dos quais 2.612 km correspondem a obras de duplicação e adequação; e 4.390 km são obras de construção e pavimentação. Os dados foram apresentados por autoridades do setor, em cerimônia comemorativa aos quatro anos do PAC 2.

De acordo com o balanço, os contratos de restauração e manutenção rodoviária abrangem 63% dos 50.679 km contratados. No eixo transporte – rodovias, ferrovias, portos e aeroportos – foram concluídos R$ 66,9 bilhões em empreendimentos.

Ao longo dos quatro anos de programa, foram concluídos 1.088 km de ferrovias, o que, segundo a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, “corresponde a um trecho bastante significativo”. Entraram em operação, 855 km da Ferrovia Norte-Sul, no trecho entre Palmas (TO) e Anápolis (GO); e 247 km da Ferronorte, em trecho que liga os municípios mato-grossenses de Alto Araguaia e Rondonópolis.

Há, ainda, 2.677 km de obras em andamento, com destaque para a extensão sul da Ferrovia Norte-Sul, entre Ouro Verde (GO) e Estrela d'Oeste (SP), trecho 77% concluído. Na Ferrovia de Integração Oeste e Leste, o trecho entre os municípios de Caetité (BA) e Anápolis (GO) está 61% concluído.

O PAC 2 terminou 30 empreendimentos portuários, com destaque para a ampliação do Cais Comercial do Porto de Vitória; a construção dos terminais de passageiros de Natal e do Recife; e as dragagens de aprofundamento nos portos de Imbituba (SC), Santos (SP), Natal, Fortaleza, São Francisco do Sul (SC), Itajaí (SC), do Rio de Janeiro e de Suape (PE). “Concluiu, também, 37 empreendimentos aeroportuários. [Em relação aos] aeroportos regionais, concluímos 15 empreendimentos e temos outros 11 em andamento”, disse a ministra.

Entre as obras concluídas nos aeroportos estão a reforma do Terminal 2 do Aeroporto Riogaleão – Aeroporto Internacional Tom Jobim  (RJ); a recuperação de pistas e pátios dos aeroportos de Foz do Iguaçu (PR) e de Campo Grande; e a construção do Terminal 4, em Guarulhos (SP).

Segundo o governo, a capacidade desses aeroportos foi ampliada em mais de 70 milhões de passageiros, por ano. Atualmente há 22 empreendimentos em andamento em 15 aeroportos. Estão com obras de ampliação e modernização os terminais de passageiros dos aeroportos de Manaus, Salvador, Cuiabá e Rio Branco. De acordo com o balanço, as obras do aeroporto de Goiânia foram retomadas, e o edital das obras do Aeroporto de Vitória – Eurico de Aguiar Salles foi publicado.

No modal hidroviário, foram finalizados 16 terminais e estão em andamento obras em outros seis, com destaque para o Terminal de Santarém (PA), que está 98% concluído. Foram feitas intervenções na Hidrovia do Tietê, e a execução dos estudos de viabilidade técnica, econômica e ambiental das principais hidrovias do país – Rio Madeira e do Rio Parnaíba – já foi concluída.

Miriam Belchior destacou que 5.071 retroescavadeiras, 5.060 motoniveladoras e 5.060 caminhões-caçamba foram entregues a municípios com menos de 50 mil habitantes. O 11º balanço do programa foi apresentado pela equipe do governo e a ministra Miriam Belchior.

Até o fim do ano, o PAC 2 cumprirá 96,5% de execução do orçamento previsto para o período 2011-2014. O percentual corresponde à execução de R$1,066 trilhão, de R$ 1,104 trilhão previstos para o período. O percentual foi apresentado hoje (11) no 11º balanço do programa.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave