Medina só depende dele; caso não vença, saiba o que precisa acontecer

Brasileiro terá a concorrência de Mick Fanning, atual campeão, e de Kelly Slater, lenda do esporte com 11 títulos mundiais

iG Minas Gerais | BRUNO TRINDADE |

A decisão do título vai ficar para a última etapa da temporada, no Havaí, entre os dias 8 e 20 de dezembro
Divulgação/ Facebook
A decisão do título vai ficar para a última etapa da temporada, no Havaí, entre os dias 8 e 20 de dezembro

O surfista brasileiro Gabriel Medina está a um passo de entrar para a história do surfe nacional. Ele pode se sagrar, pela primeira vez e aos 20 anos, campeão mundial, e pode superar ninguém menos do que o americano Kelly Slater, o maior surfista de todos os tempos e detentor de 11 títulos mundiais. Ele também terá a concorrência do atual campeão mundial, o australiano Mick Fanning, que tem até mais chances de bater Medina do que Slater.

O atleta brasileiro depende apenas de suas forças para alcançar o tal objetivo. Se vencer a etapa de Pipeline, no Havaí, ele fica com o primeiro lugar sem depender de outros resultados. Caso não triunfe, Medina precisa contar com uma combinação de resultados para não deixar o caneco escapar.

A Associação dos Surfistas Profissionais da América do Sul fez um levantamento de quais são as chances de Gabriel Medina ser campeão mundial. Se terminar em terceiro ou quinto, o brasileiro precisa que Mick Fanning não vença no Havaí. Se terminar em nono, Mick Fanning não pode chegar à final.

Caso o brasileiro fique em 13º ou em 25º lugar, Kelly Slater não pode vencer a etapa e Mick Fanning não pode chegar às quartas de final. Caso esse último seja eliminado nas quartas, ele iguala os pontos do brasileiro e será realizada uma bateria extra entre ambos.

Depois do adiamento das baterias dessa quarta-feira, pela falta de condições ideais do mar, a expectativa é de que a competição tenha prosseguimento nesta quinta-feira, às 15h30 (horário de Brasília).

Leia tudo sobre: MundialsurfeGabriel MedinachancestituloHavaiPipelineKelly SlaterMick Fanning