Ceifaram um pedaço de minha vida, diz Vargas após cassação

Deputado é acusado de envolvimento com um dos pivôs do escândalo de desvio de recursos da Petrobras

iG Minas Gerais | Folhapress |

Cassado pelo plenário da Câmara dos Deputados, André Vargas (sem partido-PR) disse à reportagem nesta quarta-feira (10) que "ceifaram um pedaço" de sua vida com a decisão.

Ele é acusado de envolvimento com um dos pivôs do escândalo de desvio de recursos da Petrobras. O deputado federal, que está em São Paulo, afirmou que a cassação será "mais um parâmetro para os demais julgamentos que virão com a delação premiada".

Vargas afirma ainda que a situação é "muito dolorida" e que pretende arrumar um trabalho e cuidar de sua família. "Seguir em frente".

Com a cassação, ele não poderá disputar eleições até 2022, como determina a Lei da Ficha Limpa. A perda do mandato foi aprovada, em votação aberta, por 359 votos --eram necessários 257 votos. Também foi registrado um voto contrário à perda do mandato e seis abstenções.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave