Magic Johnson, ídolo dos Lakers, quer ver o time como o “pior” da NBA

Campanha irregular na atual temporada faz ex-atleta do time de Los Angeles torcer por derrotas para ter "prioridade" no próximo Draft da NBA

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O jogador de basquete Magic Johnson declarou ser soropositivo e começou uma luta pelo desenvolvimento de tratamentos alternativos para portadores do vírus.
Reprodução
O jogador de basquete Magic Johnson declarou ser soropositivo e começou uma luta pelo desenvolvimento de tratamentos alternativos para portadores do vírus.

A relação de um ídolo com o clube que marcou a carreira de um jogador é sempre de carinho, admiração e de torcida para ver a franquia triunfar e seguir escrevendo histórias de glórias no esporte. Porém, para Magic Johnson, um dos maiores ícones da história da equipe de basquete do Los Angeles Lakers, nas décadas de 1980 e 1990, a pior campanha do time pelo qual ele foi ídolo pode ser o melhor caminho para reeditar os seus melhores momentos.

A declaração polêmica do ex-jogador foi dada ao site americano "Newsday Highlighting". A justificativa de Magic não revela nenhuma mágoa com o clube, e sim a possibilidade de ter prioridade na escolha de jovens talentos no próximo Draft da NBA. O Draft é a escolha de 60 promessas do basquete vindas das ligas universitárias. Esses atletas são disputados pelas 30 equipes que disputam a liga americana profissional de basquete.

Os 14 últimos colocados na temporada anterior participam da primeira etapa da escolha. É feito um sorteio direcionado entre eles para que os piores sejam os primeiros a escolherem esses jovens valores. Na segunda etapa, a ordem de escolha é inversa. O campeão é o último a escolher, o vice o penúltimo e assim sucessivamente.

“Eu espero que os Lakers percam todos os jogos, porque se você vai para perder, perde. Estou falando sério. Se você estiver indo para perder, tem que perder, porque não pode estar no meio do pelotão. Você tem que ser bom ou ruim, para ter uma boa escolha no próximo draft”, declarou.

Johnson afirmou ainda que os fãs do New York Knicks devem fazer a mesma coisa, pois o time perdeu 19 das 23 partidas que disputou. Por isso, eles já devem voltar o seu foco para a próxima temporada. “ Se eu fosse fã Knicks, eu estaria muito feliz. Estaria olhando para o futuro, porque essa coisa pode mudar no verão, simples assim”, concluiu o ex-astro dos Lakers. 

Leia tudo sobre: BasqueteNBALos Angeles LakersMagic JohnsonDraftidoloiconeex-atleta