Parecer sobre cassação de Vargas é aprovado por deputados

Votação conturbada na Câmara dos Deputados foi encerrada após 359 votos a favor e um contra; Vargas foi acusado de envolvimento com o doleiro Alberto Youssef durante investigações da Lava Jato no início deste ano

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Vargas deixa sessão do Conselho de Ética e diz que recorrerá à CCJ e ao STF
Gustavo Lima / Câmara dos Deputados
Vargas deixa sessão do Conselho de Ética e diz que recorrerá à CCJ e ao STF

O plenário da Câmara dos Deputados votou pela aprovação do pedido de cassação do mandato do deputado André Vargas (sem partido-PR). A votação foi encerrada com 359 parlamentares a favor da cassação do deputado e apenas um voto registrado contra na tarde desta quarta-feira (10).

Inicialmente, a sessão havia sido cancelada por falta de quórum, provocando tumulto. Pouco mais de 170 deputados marcaram presença e para que a votação ocorresse eram necessários, no mínimo, 257 presentes.

Deputado sem partido

O deputado André Vargas, que pertencia ao PT, foi pressionado pelo partido a pedir a sua desfiliação em abril. A pressão para deixar a legenda ocorreu pois o parlamentar havia desistido de renunciar ao mandato depois que suas ligações com Youssef vieram à tona.

Vargas responde a processo por quebra de decoro parlamentar devido ao seu envolvimento com o doleiro Alberto Youssef, preso durante as investigações da Operação Lava Jato, deflagrada pela PF, sendo acusado de participar de um esquema de corrupção na Petrobras que, segundo a PF, movimentou R$ 10 bilhões.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave