IBGE aponta pequena queda no número de fumantes no país em 2013

Segundo o levantamento, caiu de 18% em 2008 para 15% (21,9 milhões) em 2013 o total de usuários de derivados de tabaco

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Levantamento divulgado pelo IBGE mostra que país tem 24,6 milhões de fumantes, o que equivale a 17,2% da população adulta
Leo Fontes - 14.4.2009
Levantamento divulgado pelo IBGE mostra que país tem 24,6 milhões de fumantes, o que equivale a 17,2% da população adulta

Uma pesquisa divulgada pelo IBGE nesta quarta-feira (10) mostra que houve uma pequena redução no número de fumantes no país em 2013. Segundo o levantamento, caiu de 18% em 2008 para 15% (21,9 milhões) em 2013 o total de usuários de derivados de tabaco.

Os dados de 2008 foram adaptados e comparados pela coordenadora de Trabalho e Rendimento do IBGE, Maria Lucia Vieira, através da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), já que esta teve uma metodologia diferente da Pesquisa Nacional de Saúde, divulgada hoje.

De acordo com a coordenadora, responsável pelo estudo, um dos fatores para a queda é a lei de proibição do fumo em ambientes fechados. A divulgação de campanhas antitabaco também ajudou. Elas foram percebidas por 28,7% da população, sendo 32,4% de homens e 25,4% de mulheres.

Entre os fumantes, 86,2% perceberam as advertências nos maços de cigarros e 52,3% pensaram em parar de fumar por causa dessas campanhas.

Mais da metade (51,1%) dos fumantes tentaram abandonar o vício em 2013 --a maioria mulheres (55,9%), ante 47,9% de homens. Desses, 8,8% procuraram tratamento com profissional de saúde no último ano para tentar parar de fumar, sendo a maior parte nas regiões Sul (12,7%), Centro-Oeste (12,5%) e Sudeste (9,9%). São Paulo se destaca com 11,2% de fumantes em busca de auxílio médico.

O estudo destaca que os homens tiveram percentual mais elevado entre usuários -19,2% contra 11,2% de mulheres. Ele mostra também que o percentual de ex-fumantes na população adulta era maior (17,5%) do que o de fumantes (15%).

A região com mais fumantes é o Sul (16,1%), polo das fábricas de cigarros no país, seguida do Sudeste (15,1%) e do Nordeste (14,7%). As pessoas de 40 a 59 anos (19,4%) são os maiores consumidores. Os sem instrução ou com fundamental incompleto lideram o ranking de fumantes com 20,2%; em seguida, 16,6% tinham o ensino fundamental completo e médio incompleto. 10,4% dos fumantes afirmaram ter ensino médio completo e superior incompleto, e 8,8% tem superior completo.

O IBGE visitou um total de 80 mil casas em 1.600 municípios para a conclusão da Pesquisa Nacional de Saúde em 2013.

Depois calculou estimativas em cima das 146,3 milhões de pessoas com 18 anos ou mais de idade no país.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave