Belotur e Sou BH firmam parceria para divulgar a cidade

O objetivo é criar campanhas de sensibilização para divulgar os pequenos pontos turísticos da cidade ainda pouco conhecidos ou visitados pelos próprios belo-horizontinos

iG Minas Gerais | CAMILA BASTOS |

Museu de Arte
Mariela Guimarães
Museu de Arte

Na manhã desta quarta-feira (10) a prefeitura de Belo Horizonte, representada pela Belotur, firmou uma parceria com a empresa JChebly, por meio do site Sou BH, para divulgar os produtos e atrativos turísticos da cidade. A ideia é "divulgar BH para os belo-horizontinos", conforme denominou o presidente da Belotur Mauro Werkema.

Entre as ações previstas estão concursos estimulando os moradores da capital a desenvolverem o amor pela cidade, o apoio e participação a eventos que potencializam a divulgação de BH como destino turístico e também o apoio a formatação de novos produtos.

Além disso, a JChebly já disponibiliza 700 TV´s espalhadas pela cidade, com conteúdo informativo fornecido pela prefeitura. Essas telas ficam em pontos estratégicos da capital, como elevadores, consultórios e ônibus. 

A assinatura do chamado Termo de Cooperação técnica aconteceu no Museu Inimá de Paula, lugar, inclusive, pouco conhecido pelos belo-horizontinos, segundo a diretora do Sou BH, Ana Rezende. "As duas empresas tem muito a ganhar com a parceria. Já temos um projeto lançado há cerca de um mês que se chama Conheça BH, justamente por que as pessoas não conhecem ainda os pequenos pontos turísticos da cidade, como o próprio Inimá de Paula", contou.

Ainda de acordo com o presidente da Belotur, Belo Horizonte é a cidade que mais desenvolveu potencial turístico nos últimos anos. Ele destaca a rede de museus da cidade, e a parceria da capital com Ouro Preto e Inhotim, e também o fato de a capital ter aumentado a sua rede de hotéis em 34 novas unidades no último ano. "BH ampliou muito a rede de turismo, como por exemplo, o aeroporto de Confins, que hoje tem capacidade para 10,5 milhões de pessoas por ano", disse.

Werkema também disse que a parceria não conta com dinheiro, apenas produção de conteúdo midiático e o interesse em comum de divulgar BH para os belo-horizontinos, e reafirmou o pedido que a prefeitura irá fazer ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan)  para que a Pampulha se torne Patrimônio Cultural da Humanidade.   

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave