Consumidor encontra em BH álcool com preço vantajoso

Com o etanol custando até 70% do preço da gasolina, economia em um tanque chega a R$ 40

iG Minas Gerais | ludmila pizarro |

Compensa. 
Posto na Via Expressa, no  Padre Eustáquio, na capital, é exemplo de local em que está mais vantajoso abastecer com álcool
Lincon Zarbietti / O Tempo
Compensa. Posto na Via Expressa, no Padre Eustáquio, na capital, é exemplo de local em que está mais vantajoso abastecer com álcool

Mesmo que as pesquisas não mostrem, é possível encontrar etanol com um preço vantajoso em relação à gasolina em alguns postos de Belo Horizonte. Na Via Expressa, o litro chega a R$ 1,855. Segundo a pesquisa da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), que envolve 94 postos, o preço médio era R$ 2,101 na semana passada. Para ser competitivo, o etanol deve estar, pelo menos, 70% do preço da gasolina. Alguns postos, em bairros como Padre Eustáquio, Carlos Prates e Caiçara, contam com 67% ou 68% de diferença. Isso representa uma economia de até R$ 40 por tanque cheio, dependendo do modelo do veículo.

“O consumidor deve estar atento à proporcionalidade na hora de comprar. Vale lembrar, porém, que essa situação é em relação àquele posto específico, porque, se a gasolina estiver cara, o álcool fica vantajoso”, alerta Carlos Guimarães Júnior, presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo Minas (Minaspetro).

Para o representante comercial André Melgaço, 30, o importante para o consumidor é estar atento aos preços e decidir na hora. “Muitas vezes, os próprios frentistas avisam quando está valendo a pena colocar o álcool. Tem muita gente que coloca a gasolina sem avaliar essa proporção e deixa de economizar”, afirmou Melgaço enquanto abastecia seu carro com etanol nesta terça porque o combustível estava 67% do preço da gasolina em um posto no Padre Eustáquio.

O preço competitivo, porém, não tira a preferência dos consumidores pela gasolina. “Tentamos manter o preço do álcool competitivo, abaixo de 70% do valor da gasolina. Mesmo assim, vendemos dois litros de gasolina para cada litro de etanol”, explica William Luiz dos Santos, gerente do posto Expresso. “Mesmo perdendo um pouco na margem, tentamos ganhar na escala ao manter o preço do etanol”, complementa Carlos Alberto Malacco, que também é gerente do mesmo posto.

Segundo Carlos Guimarães, são postos isolados que conseguem manter o litro do álcool em um valor competitivo. “A margem dos postos é pequena, por isso quem vende mais barato conseguiu comprar do fornecedor mais barato”, opina.

Competitivo

Estados. Apenas cinco Estados brasileiros estão com a relação entre etanol e gasolina abaixo de 70%. São eles: Mato Grosso, São Paulo, Goiás, Paraná, além de Mato Grosso do Sul.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave