“O Drible” fatura premiação

Livro de Sérgio Rodrigues, mineiro radicado no Rio, é vencedor do Portugal Telecom

iG Minas Gerais |

Bienal. Sérgio Rodrigues esteve na edição da Bienal do Livro de Minas este ano
Bel Pedrosa
Bienal. Sérgio Rodrigues esteve na edição da Bienal do Livro de Minas este ano

O jornalista Sérgio Rodrigues é o grande vencedor do 12º Prêmio Portugal Telecom, que anunciou seus vencedores na noite de anteontem, em cerimônia no Rio de Janeiro. Com “O Drible” (Cia. das Letras), ele ganhou na categoria romance (R$ 50 mil) – e seu livro ainda foi considerado o melhor desta edição do prêmio, o que lhe rendeu outros R$ 50 mil. Neste caso, ele concorreu com Everardo Norões, que ganhou em contos/crônicas com “Entre Moscas” (Confraria do Vento), e com o português Gastão Cruz, que teve “Observação do Verão Seguido de Fogo” (Móbile Editorial), premiado na categoria poesia. Os dois também ganharam R$ 50 mil cada.

Aos 52 anos e com sete livros publicados, Sérgio Rodrigues foi finalista, neste ano, dos principais prêmios literários – o Jabuti e o São Paulo. Deu mais sorte agora com sua história que entrelaça um drama familiar e o futebol. A ideia de “O Drible”, ele contou em entrevista quando o livro foi lançado, em 2013, surgiu primeiro num conto, que foi excluído de sua obra de estreia “O Homem que Matou o Escritor”, de 2000, porque o autor viu que ele renderia algo maior.

Outros títulos vieram ao longo dos anos e nada dessa história sair do papel. Em 2012, ele se obrigou a escrever e um ano depois o livro era lançado e virava sucesso de crítica e público. “O Drible” é narrada por um pai, Murilo Filho, um cronista esportivo que aos 80 anos é desenganado pelos médicos, e por seu filho – de quem ele quer se reaproximar. O elo é o futebol.

Concorreram com Rodrigues Veronica Stigger, vencedora do Prêmio São Paulo, Carlos de Brito e Mello e Gonçalo M. Tavares.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave