Rivais pelo título, Medina e Fanning aparecem juntos em casa no Havaí

Em um local privilegiado, bem ao lado da tenda montada para o evento na areia, a residência de três andares é da patrocinadora dos dois surfistas

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Com boa performance neste ano, Medina pode chegar ao inédito título da WTC para o Brasil
Reprodução Facebook
Com boa performance neste ano, Medina pode chegar ao inédito título da WTC para o Brasil

O paulista Gabriel Medina, 20, e o australiano Mick Fanning, 33, que lutam pelo título do Mundial de surfe, dividem a mesma casa em frente à praia de Pipeline, no Havaí. Em um local privilegiado, bem ao lado da tenda montada para o evento na areia, a residência de três andares é da patrocinadora dos dois surfistas. Mas tudo o que acontece ali parece trancado a sete chaves. Nem Medina e nem Fanning falam com a imprensa. O brasileiro tem treinado só pela manhã e fica a maior parte do tempo ao lado do seu padrasto e técnico, Charles. Na segunda-feira (8), o australiano fez atividades físicas fora da casa e andou pela avenida principal de Pipeline. A revista "Surfing Magazine" conseguiu entrar na residência para registrar algumas fotos. Em uma delas aparece o recado deixado por Charles na porta do local onde Medina está. "Por favor, amigos e jornalistas, não entrem na casa, não insistam. Obrigado por nos respeitarem nesse momento importante. Precisamos da sua ajuda", diz o recado. Em um outro momento, Medina e Fanning aparecem sentados no sofá, vendo TV. Antes da viagem para o Havaí, o brasileiro já havia dito que não teria problemas em dividir a residência com Fanning. "A gente tem ficado na mesma casa já faz alguns anos. E eu via como ele se preparava e até serviu de inspiração para mim neste ano, e hoje é um amigo", afirmou Medina.

Leia tudo sobre: gabriel medinasurfehavaifanning