Agentes encontram “caverna” sob penitenciária

Detentos planejavam ‘maior fuga da história do presídio’; 900 pessoas estão presas no local

iG Minas Gerais |

Galeria encontrada por agentes penitenciários tinha entrada escondida por presos com sacos de areia
Divulgacao / Coape-RN
Galeria encontrada por agentes penitenciários tinha entrada escondida por presos com sacos de areia

Natal. Um vídeo gravado pelos agentes da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, na Grande Natal, mostra as dimensões e a estrutura da “caverna” descoberta sob o piso de um dos pavilhões da unidade prisional na manhã desta terça. Nas imagens, os agentes penitenciários caminham pela galeria e apontam diversas passagens de diferentes tamanhos no local. Algumas delas seriam caminhos diretos para as celas dos detentos do Pavilhão 1, o maior da unidade. “Isso aqui é uma verdadeira caverna. Eles planejavam a maior fuga da história do presídio”, afirmou o diretor Ivo Freire.

Com mais de 900 presos, Alcaçuz é a maior unidade prisional do Rio Grande do Norte. De acordo com os agentes, a galeria foi aberta pelos próprios presos. O Pavilhão 1 abriga parte dos presos investigados na operação Alcatraz, deflagrada no início do mês e que aponta a existência de facções ditando regras e comandando crimes a partir de presídios do Rio Grande do Norte.

PCC aplica em lotação de SP São Paulo. Uma carta apreendida na Penitenciária 2 de Presidente Venceslau, a 611 quilômetros de São Paulo, revelou que a cúpula máxima do Primeiro Comando da Capital (PCC), a facção que comanda o tráfico de drogas em São Paulo, aplica parte do dinheiro do crime em lotações das cooperativas da São Paulo Transporte (SPTrans), da prefeitura. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave