Há 'fortes indícios' de corrupção na Petrobras, diz Cardozo

De acordo com o ministro, a tarefa do governo neste momento é apurar os malfeitos e afastar envolvidos em esquemas de corrupção para que a companhia possa seguir "seu rumo"

iG Minas Gerais | Folhapress |

O ministro José Eduardo Cardozo (Justiça) reconheceu nesta terça-feira (9) que "há fortes indícios de corrupção" na Petrobras, e que tal situação acabou por atingir a empresa.

De acordo com ele, a tarefa do governo neste momento é apurar os malfeitos e afastar envolvidos em esquemas de corrupção para que a companhia possa seguir "seu rumo".

"Quando há corrupção, evidentemente, temos que colocar as coisas naquilo que efetivamente existe. Na Petrobras há fortes indícios de corrupção, isso evidentemente acaba atingindo a empresa, e a nossa tarefa hoje é exatamente essa, de apurar, punir e afastar da empresa quem ainda não está afastado, para que possamos fazer com que empresa siga seu rumo", disse.

O ministro, que participou nesta terça-feira (9) da Conferência Internacional de Combate à Corrupção, disse que a sociedade deve se envergonhar de casos de desvios. Falou, entretanto, que o governo da presidente Dilma Rousseff está empenhado no combate a malfeitos.

"Onde houver a corrupção temos que ter vergonha dela. O governo luta para combater a corrupção. É postura da presidente Dilma Rousseff, é posição que eu recebo da nossa chefe do Executivo e estamos lutando para combater a corrupção", disse.

"É claro que o combate à corrupção tem que ser sem tréguas, doa a quem doer, e essa determinação do governo é firme e irretocável." As declarações foram dadas por Cardozo após seu discurso na abertura da Conferência.

Na ocasião, ele ponderou que o alto nível de percepção sobre corrupção no país, que colocou o Brasil na 69ª posição no ranking internacional, se deve ao combate promovido pelos governos do PT nos últimos 12 anos.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave