Sequência difícil pela frente

Primeiro duelo será contra o Molico-Nestlé-SP, equipe com o melhor bloqueio do torneio

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

Crescimento. Nos últimos anos, a equipe do Triângulo Mineiro tem chegado cada vez mais longe na Superliga feminina de vôlei
Douglas Magno / O Tempo
Crescimento. Nos últimos anos, a equipe do Triângulo Mineiro tem chegado cada vez mais longe na Superliga feminina de vôlei

A sequência do Dentil-Praia Clube, de Uberlândia, na Superliga feminina será desafiadora. Em quarto lugar na tabela, o time vai enfrentar, nas próximas rodadas, as três equipes de melhor campanha na competição. A trajetória começa hoje, às 21h30, em casa, contra o Molico-Nestlé-SP, um dos três invictos na competição. O SporTV transmite ao vivo.

Duelos contra Sesi-SP e Rexona-Ades-RJ, os outros dois times que ainda não perderam, completam o trio de partidas complicadas, que pode fazer o time assumir a liderança em caso de saldo positivo.

“É uma sequência em que tudo pode acontecer, são grandes equipes. São jogos importantíssimos, vamos fazer nosso melhor para buscarmos as vitórias”, comenta a ponta Sassá, do Praia Clube.

Ganhar pontos e tirá-los das principais adversárias na briga pela parte de cima da tabela pode, ainda, dar ao Praia a certeza de que o inédito título é possível. A ordem, no entanto, é de pé no chão para buscar os melhores resultados possíveis e avaliar o resultado depois das partidas, que prometem exigir muito do elenco do técnico Ricardo Picinin.

“Uma vitória contra o Molico aumentaria nossa confiança, mas isso não seria fundamental para o resto do torneio. A Superliga tem muitos jogos, não vai ser uma derrota ou vitória sobre o líder que mudará nosso objetivo de chegar à final”, destaca Sassá.

Destaques. O time mineiro conta com o poderio ofensivo da oposta Tandara, que lidera o ranking das maiores pontuadores da competição. Até aqui, a atleta marcou 135 pontos, sendo importante peça da equipe de Uberlândia.

Do outro lado, estará uma verdadeira seleção, com diversas atletas que podem fazer a diferença. O time paulista lidera, por exemplo, o ranking no fundamento bloqueio.

Assim como seu adversário, o Praia conta com jogadoras que podem definir o duelo, aumentando a expectativa de um equilibrado jogo nesta noite de terça-feira. Não são poucas as atletas que têm uma boa qualidade ofensiva, devendo ser bastante requisitadas por suas levantadoras.

“O Praia é um adversário perigoso e conta com jogadoras consagradas, como Sassá, Ju Costa e Tandara. Sabemos das dificuldades e que a torcida em Uberlândia é bem atuante. Vamos entrar com intensidade e cientes de que a força do grupo deve prevalecer. Vai ganhar quem errar menos”, indica a central Adenízia.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave