Facebook muda forma de exibição de vídeos

Rede agora vai direcionar usuários para YouTube e Vimeo

iG Minas Gerais |

São Paulo. O Facebook não vai mais rodar automaticamente vídeos de outros sites, como YouTube e o Vimeo, dentro da rede social em sua versão para celular. A mudança faz parte de uma padronização do site que será implementada de forma gradual em todo o mundo. Em vez de carregar o vídeo dentro da rede social, como é hoje, será gerado um link que redirecionará o usuário para os sites de origem da gravação em outra aba do navegador, assim como já é feito com notícias.

De acordo com a assessoria de imprensa do Facebook, a mudança será para melhorar a experiência de visualização do usuário. A rede social acredita que os vídeos funcionam melhor em sua plataforma nativa.

A rede social apresentou problemas na semana passada para exibir vídeos do YouTube e Vimeo. Ao clicar no conteúdo, alguns usuários não conseguiam assisti-lo em seu feed e eram redirecionados para o site no qual esses vídeos estavam. Segundo a empresa, isso foi corrigido, e não haverá nenhuma restrição. “Isso significa que, quando o usuário navega a partir de um desktop, poderá visualizar os vídeos externos normalmente em seus players no feed de notícias”.

Já para quem acessa pelo celular, a visualização acontecerá por meio de uma nova janela dentro do Facebook ou no site de origem, na plataforma nativa, onde esse vídeo está hospedado. Os vídeos publicados diretamente na rede social, pela opção “carregar vídeo”, continuarão rodando normalmente. Para muitos usuários, a mudança é vista como motivo de comemoração, já que eram comuns as reclamações de que o aplicativo da rede social fazia muitos celulares travarem, por exemplo.

Um bilhão por dia. A exibição automática de vídeos teve grande impacto para o Facebook. A rede social ganhou audiência, alcançando 1 bilhão de visualizações de vídeos por dia e chegou a ser considerada uma ameaça direta ao YouTube, do Google. Um novo algoritmo introduzido na rede social em setembro passou a privilegiar vídeos na linha do tempo dos usuários.

Flash

Sucesso. Somente no Brasil, mais de 31 milhões de pessoas assistem a pelo menos um vídeo por dia em sua timeline – seja ele do YouTube, do Vimeo, ou da própria plataforma do Facebook.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave