Alimentos puxam preços ao consumidor pesquisados pela FGV

Ggrupos que também apresentaram elevação foram Transportes (0,62% para 0,74%), com destaque para gasolina (1,9% para 2,33%); Educação, Leitura e Recreação (1,02% para 1,26%), com destaque para passagem aérea (23,41% para 27,22%)

iG Minas Gerais | Agência Brasil |

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) divulgado, nesta segunda-feira (8), pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV Ibre), apresentou variação de 0,77% acima da taxa da última divulgação. De acordo com a apuração as oito classes de despesa componentes do índice apresentaram acréscimo em suas taxas de variação.

A principal contribuição para o avanço da taxa do índice partiu do grupo Alimentação que passou de 0,65% para 0,88%, com destaque para as hortaliças e legumes, cuja taxa passou de 10,67% para 13,12%.

Os grupos que também apresentaram elevação foram Transportes (0,62% para 0,74%), com destaque para gasolina (1,9% para 2,33%); Educação, Leitura e Recreação (1,02% para 1,26%), com destaque para passagem aérea (23,41% para 27,22%); Habitação (0,83% para 0,89%), com destaque para tarifa de eletricidade residencial (3,73% para 4,46%); Comunicação (0,31% para 0,4%), destaque para tarifa de telefone móvel (0,57% para 0,87%).

Além dessas aumentaram Vestuário (0,46% para 0,51%), principalmente roupas (0,38% para 0,50%); Saúde e Cuidados Pessoais (0,42% para 0,44%), ressaltando salão de beleza (1,04% para 1,39%); e Despesas Diversas (0,25% para 0,26%), com destaque para cartão de telefone (0,85% para 1,09%).