Entidade quer formar rede de filantropia

Os casos mais complexos seriam encaminhados para as unidades localizadas nas cidades maiores

iG Minas Gerais | Cinthia Ramalho |

A Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos de Minas Gerais (Federassantas) trabalha na elaboração de um projeto de cooperação entre as 323 instituições filantrópicas de saúde existentes em todo o Estado para tentar solucionar a crise financeira que atualmente envolve o setor.  

De acordo com Gustavo Macena, superintendente da entidade, a ideia é trabalhar com o conceito de “rede”, em que todos os hospitais atuariam em conjunto, de acordo com suas estruturas e os serviços disponibilizados.

Sendo assim, as Santas Casas e os hospitais filantrópicos de municípios pequenos atenderiam apenas casos de urgência e emergência e de baixa complexidade. Os casos mais complexos seriam encaminhados para as unidades localizadas nas cidades maiores.

Para todos. Ainda segundo informações de Macena, o projeto de rede de unidades de saúde possibilitaria a melhora do atendimento em todas as instituições.

“Se o paciente que não possui um problema grave de saúde, ele é bem atendido em sua própria cidade e não precisa recorrer às cidades maiores. Ao mesmo tempo, nós poderemos investir mais recursos nas instituições que tratariam os casos mais complexos. Todo mundo sai beneficiado dessa maneira”, explica. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave