Só um deputado mineiro foi a todas as sessões no mandato

O deputado mineiro mais faltoso, de acordo com dados o Transparência Brasil, é Alexandre da Silveira (PSD)

iG Minas Gerais |

Só um deputado mineiro compareceu a todas as sessões ordinárias realizadas desde o início da atual legislatura, em 1º de fevereiro de 2012, até o fim de novembro. O restante da bancada, incluindo os 15 deputados que exerceram parte do mandato e não estão mais na lista de parlamentares, deixou de comparecer ao menos uma vez. Lincoln Portela (PR) tem 100% de presença. Subtenente Gonzaga (PDT), Marcio Reinaldo (PP) e Mário de Oliveira (PSC) justificaram todas as ausências e, portanto, figuram na lista dos que não faltaram sem explicações consideradas satisfatórias pela Casa.

Alvo de inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF), Mário de Oliveira renunciou ao mandato em 15 de julho de 2013. Com isso, conseguiu atrasar a conclusão do processo, que apura crimes de responsabilidade, contra a ordem tributária e previstos na lei de licitações, além de quadrilha, falsidade ideológica, estelionato e lavagem de dinheiro. Já Marcio Reinaldo renunciou ao mandato de deputado federal para assumir a Prefeitura de Sete Lagoas, em 1º de janeiro de 2013. Subtenente Gonzaga terminou a eleição 2010 como suplente e foi efetivado no mandato de deputado federal em 8 de maio de 2014.

O deputado mineiro mais faltoso, de acordo com dados o Transparência Brasil, é Alexandre da Silveira (PSD). Ele se ausentou de 69,6% das sessões desde que reassumiu o mandato. No entanto, das 39 faltas, 31 foram justificadas. Quando consideradas apenas as faltas sem justificativa, o campeão é Bonifácio de Andrada (PSDB). Ele não foi e nem justificou em 64 sessões, ou 16,7% do total de 381 a que deveria participar.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave