Para 68%, Dilma é responsável por corrupção na Petrobras

Número não afetou imagem da presidente, que possui avaliação positiva para 42% dos entrevistados

iG Minas Gerais |

Opinião. Para os entrevistados, governo de Dilma é o que mais investiga suspeitas de corrupção
Roberto Stuckert Filho/PR
Opinião. Para os entrevistados, governo de Dilma é o que mais investiga suspeitas de corrupção

São Paulo. Para 68% dos brasileiros, a presidente Dilma Rousseff tem alguma responsabilidade no escândalo da Petrobras, envolvendo empreiteiras e políticos. É o que mostra a pesquisa Datafolha realizada em 2 e 3 de dezembro com 2.896 entrevistas. Seria como se sete em cada dez brasileiros apontassem a presidente como responsável.  

Apesar disso, as revelações da operação Lava Jato não provocaram alteração relevante em sua imagem. Para 42%, a gestão Dilma é boa ou ótima. É a mesma taxa de 21 de outubro, quando, no final da eleição – com propaganda diária na TV–, ela atingiu seu melhor patamar desde junho de 2013.

Já a desaprovação sofreu leve mudança: eram 20% os que julgavam Dilma ruim ou péssima, são 24% agora. A margem de erro é de dois pontos. A petista chega à véspera do início de seu segundo mandato com 50% do eleitorado achando que ela fará um bom governo daqui para frente.

O patamar é 23 pontos menor que o observado antes da posse de 2011, porém melhor que o do tucano Fernando Henrique Cardoso na véspera de seu segundo mandato, em 1998 (41%). O Datafolha não fez essa pergunta antes da segunda posse de Lula.

Outros dados dão pistas sobre a razão da imobilidade da popularidade de Dilma apesar da associação de seu nome com o caso Petrobras. A preocupação com a corrupção tem caído. Em junho, era o principal problema do país para 14%. Agora, para apenas 9%. Saúde segue líder desse ranking com 43% das citações; seguida de violência/segurança, com 18%.

Além disso, 40% acham que nunca houve tanta punição aos corruptos como hoje.

Avaliação. O país segue tão dividido quanto estava ao final das eleições. Esta é a avaliação de Mauro Paulino, diretor geral do Datafolha, sobre o resultado da pesquisa que mostrou que 68% dos brasileiros responsabilizam a presidente Dilma pela corrupção na Petrobras.

Além de apontarem a responsabilidade de Dilma na corrupção na estatal, 20% dos pesquisados dizem que o governo dela é o mais corrupto desde os anos Sarney, perdendo apenas para o governo Collor (29%). Ainda assim, a avaliação positiva do governo segue em 42%, mesmo índice registrado no fim do segundo turno. A rejeição ao governo passou de 20% para 24%.

Parte da explicação para a estabilidade da avaliação do governo pode estar no fato de que 46% dos brasileiros admitem que, desde a volta à democracia, nenhum governo investigou tanto a corrupção quanto a gestão Dilma.

Odebrecht Dificuldades. Duas operações de infraestrutura do grupo Odebrecht estão sendo afetadas pelo envolvimento de empresas nas investigações da operação Lava Jato. A emissão de R$ 300 milhões da SuperVia, controlada pela Odebrecht TransPort, pode enfrentar dificuldade, já que alguns investidores teriam manifestado restrições à operação. Apoio. O BB Investimentos, o ItaúBBA e a XP Investimentos são os bancos coordenadores da operação, para a qual deram garantia firme. Se não houver demanda para o total ofertado, essas instituições terão de exercer a garantia ou renegociar seus termos. Cuidado. Nos bastidores, comenta-se que a apuração sobre contratos da Petrobras e empreiteiras deixou o investidor ainda mais seletivo e exigindo maior prêmio nos investimentos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave