Brasil bate recorde, ganha sete ouros e é campeão no Mundial

O recorde era de oito pódios e três medalhas de ouro, alcançados em Dubai, nos Emirados Árabes, em 2010

iG Minas Gerais | Folhapress |

O Brasil bateu o recorde de medalhas de ouro em participações em mundiais de piscina curta neste domingo (7) - último dia de competição em Doha, no Qatar.

Em toda competição, foram sete ouros, uma prata e dois bronzes - resultados que deram ao Brasil o título geral no Mundial.

O recorde era de oito pódios e três medalhas de ouro, alcançados em Dubai, nos Emirados Árabes, em 2010. Na ocasião, César Cielo foi campeão nos 100 m e 50 m livres e Felipe França ganhou nos 50 m nado peito.

Já na edição deste ano os vencedores foram César Cielo - campeão nos 100 m livres, Felipe França, vencedor nos 50 m estilo peito e Etiene Medeiros, que além de conquistar a medalha de ouro nos 50 m nado costas, também quebrou o recorde mundial na modalidade.

As demais medalhas de ouro foram conquistadas nos outros dias da competição.

Felipe França já havia conquistado um ouro nos 100 m peito e outro no revezamento 4 x 50 medley, ao lado de Guilherme Guido, Nicholas Santos e Cesar Cielo.

O nadador ainda venceu outra prova, a do revezamento 4 x 50 medley misto. Etiene Medeiros, Felipe França, Nicholas Santos e Larissa Oliveira formaram o quarteto que representou o Brasil na final da prova.

A prata foi conquistada por Nicholas Santos. O brasileiro ficou em segundo lugar na prova dos 50 m borboleta. Já os bronzes foram de Cesar Cielo, nos 50 m nado livre, e pelo o time de revezamento 4x50 m livre misto de Cesar Cielo, João de Lucca, Etiene Medeiros e Larissa Oliveira.

Leia tudo sobre: nataçãomundial de nataçãodoha