Sem sinais de infecção, Pelé permanece internado no quarto

Com a contínua melhora, o hospital avisou que deixa de publicar dois boletins médicos diários sobre ele, o que aconteceu durante toda internação

iG Minas Gerais | Folhapress |

Pelé pede que manifestantes 'poupem' seleção na Copa
Divulgação/Fifa
Pelé pede que manifestantes 'poupem' seleção na Copa

O estado de saúde do ex-jogador Pelé continua apresentando "boa evolução clínica", segundo boletim médico divulgado neste domingo (7). O texto acrescenta que ele está sem sinais de infecção, mantém o tratamento com antibióticos e continua internado no quarto.

O Rei do Futebol deu entrada no hospital Albert Einstein, na zona sul de São Paulo, no dia 24 de novembro, onde foi diagnosticado com uma infecção urinária após exames de revisão de sua cirurgia de cálculos renais.

A saúde do jogador se agravou no último dia 27, quando ele foi transferido para a UTI e precisou se submeter a uma hemodiálise para ajudar o rim do atleta a filtrar o sangue. Pelé não tem um dos rins há cerca de 30 anos.

Na última terça-feira (2), ele permaneceu internado na UTI, mas dessa vez sob cuidados de uma unidade semi-intensiva por conta da melhora em seu quadro clínico geral.

Com a contínua melhora, o hospital avisou que deixa de publicar dois boletins médicos diários sobre ele, o que aconteceu durante toda internação.

Na sexta-feira (5), um perfil de Pelé no Facebook publicou vídeo, gravado na última quarta, em que ele toca violão em seu leito de hospital e aparece acompanhado de duas de suas filhas, Flávia e Kelly, e da namorada, Márcia.

"Aproveito essa oportunidade para agradecer a todos vocês, de todo o mundo, que se preocuparam com a minha saúde. Graças a Deus eu estou bem, estou recuperado", afirmou o ex-camisa 10 do Santos e da seleção.

"Estou aqui com a minha família e sei que tem pessoas de toda a parte do mundo que estavam preocupadas comigo. Agradeço a todos os brasileiros que rezaram por mim e pela minha família", disse.

O hospital afirma que ainda não há previsão de alta .

Leia tudo sobre: peléinternação