Candidatos a curso de medicina são presos por fraude em Uberaba

Policiais civis se passaram por aplicadores de prova; suspeitos pagariam, ao todo, R$ 50 mil para quadrilha de São Paulo

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Sete candidatos ao curso de medicina da Universidade de Uberaba (Uniube), no Triângulo Mineiro, foram presos, nesse sábado (6), por suspeita de fraude no vestibular. Ele já teria pago R$ 10 mil para um grupo que comandava o esquema.

Por meio da assessoria de imprensa da Polícia Civil, os delegados Luiz Tortamano e Amanda Millie informaram que colocaram policiais civis nas salas em que as provas eram realizadas. Eles se passaram por fiscais de prova.

Os suspeitos, que não tiveram nomes e idades reveladas, foram identificados e contaram que, além de R$ 10 mil, eles pagariam mais R$ 40 mil se o golpe não fosse descoberto.

“Trata-se de uma quadrilha de São Paulo, da região de Fernandópolis, que repassaria o gabarito pelo celular, por meio de uma mensagem codificada”, explicou Tortamano.

Os candidatos foram presos em flagrantes e a prisão foi ratificada pelo crime de fraude em certame de interesse público. A fiança estipulado é no valor de R$ 5 mil. Porém, a corporação não informou se alguém pagou e já foi liberado.

Ainda conforme o delegado, a quadrilha que está por trás do golpe é investigada pela Polícia Civil de São Paulo.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave