Força da ação

No ar em “Império”, trama das nove da Globo, Maria Ribeiro ressalta independência artística na carreira

iG Minas Gerais | caroline borges |

Retorno. Em “Império”, Maria Ribeiro retorna às novelas após um hiato de cinco anos
Isabel Almeida
Retorno. Em “Império”, Maria Ribeiro retorna às novelas após um hiato de cinco anos

Maria Ribeiro é o tipo de profissional que sabe o que quer. Logo nos primeiros minutos de conversa, o jeito sereno e a fala mansa dão lugar a um tom mais seguro e confiante, ressaltado por uma grande articulação para expor suas ideias. No ar como a fútil Danielle, de “Império”, a atriz demonstra todo o seu jogo de cintura com o caráter aberto das novelas e não se prende aos percalços que possa enfrentar ao longo dos quase dez meses de trabalho. Inclusive, revela que se surpreendeu positivamente com os caminhos de sua personagem na trama de Aguinaldo Silva. “Achava que era um papel bem menos consistente. Em novela, você tem de dançar com o autor. Temos de aceitar o que vem, sejam mudanças boas ou ruins. É do formato”, avalia. Na história, inicialmente, Danielle se apresentou como uma mulher gastadeira e consumista. No entanto, com o passar do tempo, mostrou seu lado manipulador e calculista visando o triunfo do marido José Pedro, interpretado por Caio Blat, nos negócios da família.

O convite para integrar o elenco do folhetim das nove surgiu através do diretor de núcleo Rogério Gomes. A carioca de 39 anos entrou para a trama quando seu par romântico seria formado por Bruno Gagliasso. Porém, após o ator ser remanejado para a série “Dupla Identidade”, Caio, marido da atriz há sete anos, assumiu o papel. Em um primeiro momento, o casal ficou em dúvida sobre a parceria na televisão. “Foi uma questão. Mas era uma proposta irrecusável. Percebemos que os personagens eram bastante diferentes de nós. Não íamos ficar expostos”, afirma.

Compreender o universo que envolve a personagem foi um dos momentos fundamentais de Maria durante o processo de pré-produção. Formada em jornalismo e leitora ávida, a atriz fez uma intensa pesquisa para construir a personalidade de Danielle. “Busquei mulheres que trabalham com moda e as garotas do tempo. Tento entender o mundo que essa personagem vive. Pesquisei blogueiras para compor o visual de Danielle, que foi um detalhe importante”, explica ela, que procurou diversas vertentes para o papel. “Gosto de dar camadas ao trabalho para não ficar uma coisa só. Ela não é uma periguete ou uma consumista clássica”, completa.

De folga dos formatos das novelas desde 2009, quando participou de “Poder Paralelo”, da Record, Maria confessa que chegou a sentir o peso do intenso ritmo de gravações de uma trama das nove. Mas acredita viver um dos melhores momentos de sua carreira ao estar no ar, simultaneamente, na Globo e no “Saia Justa”, do GNT, que é gravado em São Paulo. “Estou no auge. Em termos de gravação, a novela é bem puxada mesmo. Mas não tenho do que reclamar. Tenho horror de ator que reclama. Nossa vida é muito privilegiada”, aponta.

Perfil Nome completo:

Maria do Amaral Ribeiro

Data de nascimento:

9 de novembro de 1975

Local de nascimento:

Rio de Janeiro (RJ)

Signo: Escorpião

Últimos papéis na TV:

Maria Bartolomeu de “Copa Hotel” (2013), Mical de “Rei Davi” (2012), Marília de Castro de “Poder Paralelo” (2009), Zoé Bacelar de “Luz do Sol” (2007), Raquel Miranda de “Prova de Amor” (2005), Malvina de “A Escrava Isaura” (2004), Rosa Maria de “A Padroeira” (2001)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave