Janot afirma que 11 executivos serão denunciados à Justiça Federal

Em entrevista exibida no Jornal Nacional, o procurador-geral da república contou que foi procurado por defensores dos executivos em busca de acordo, mas que nenhum deles aceitou a exigência de assumir os crimes pelos quais são investigados

iG Minas Gerais | Da redação |

Janot deve ser o próximo a integrar time de poderosos mineiros
WILSON DIAS
Janot deve ser o próximo a integrar time de poderosos mineiros

Onze executivos de seis empreiteiras serão denunciados por pelo menos cinco crimes relacionados à Operação Lava-Jato na próxima semana, segundo o procurador-geral da república, Rodrigo Janot.

Em entrevista exibida no Jornal Nacional, Janot informou que os executivos, que estão presos em Curitiba, serão denunciados à Justiça Federal por lavagem de dinheiro, fraude a licitação, corrupção ativa, evasão de divisas e formação de cartel. O procurador ainda avalia se irá denunciá-los por organização criminosa.

Na reportagem, Janot contou que se reuniu três vezes com advogados dos executivos presos, que buscavam acordo, no entanto, nenhum dos defensores concordou com a exigência de que seus clientes assumissem ter praticado crimes.

O procurador-geral da república disse também que o doleiro Alberto Youssef elencou nomes de mais políticos envolvidos no esquema da Petrobras, mas não mencionou quais eram. Após analisar as informações conseguidas a partir das indicações de doleiro, ele informou que vai pedir ao Supremo Tribunal Federal (STF) a homologação do acordo de delação premiada de Youssef.

Leia tudo sobre: lava jatojanotdenunciaexecutivos