Um milhão se deslocam de suas casas para fugir de supertufão

Esta foi uma das maiores evacuações de pessoas já vistas em tempos de paz; ventos são de 210 km/h, com rajadas chegando aos 305 km/h

iG Minas Gerais | Da redação |

Imagens de satélite mostram o super tufão Hagupit, que já era esperado para atingir as Filipinas desde a véspera
EUMETSAT
Imagens de satélite mostram o super tufão Hagupit, que já era esperado para atingir as Filipinas desde a véspera

Um milhão de pessoas já fugiram de suas casas nas Filipinas na manhã deste sábado, por causa da passagem do tufão Hagupit. As informações foram divulgadas pela agência de notícias EFE, que cita autoridades locais.

Dennis McLean, porta-voz do Escritório da ONU para a Redução de Riscos de Desastre, declarou em Genebra que esta foi uma das maiores evacuações de pessoas já vistas em tempos de paz.

O tufão já podia ser visto por satélite desde esta sexta-feira, quando já estava sendo classificado como supertufão. O ciclone tropical segue para oeste com uma velocidade de 20 km/h e deve levar três dias para atravessar o arquipélago, provocando destruição em sua passagem.

Segundo informações da Agência Meteorológica Japonesa (JMA – sigla em inglês), o centro de baixa pressão atmosférica está em 905hPa, os ventos médios sustentados são de 210 km/h e as rajadas chegam aos 305 km/h. Se fosse um furacão, o sistema seria classificado na escala Saffir-Simpson como um categoria 5.

Ainda não há notícia de mortos ou feridos pela passagem do tufão.

Em novembro de 2013, o Haiyan deixou 6.300 mortos e milhões de desalojados e desabrigados. 

Aguarde mais informações

Leia tudo sobre: tufãoFilipinas