Serra atuou para atrasar projeto do trem-bala

iG Minas Gerais |

São Paulo. O senador eleito por São Paulo, José Serra (PSDB), disse considerar “hilariante” o projeto do trem-bala, que ligaria São Paulo, Rio de Janeiro e Campinas – o projeto foi muito citado na campanha de Dilma Rousseff à Presidência em 2010, quando Serra era o candidato tucano. Em uma apresentação informal a pessoas ligadas ao movimento Onda Azul, Serra afirmou que o caso ilustra a falta de preparo do PT para governar.

Para a plateia de apoiadores, Serra disse ter inserido Campinas no traçado do projeto, quando ele ainda era governador de São Paulo e Dilma, ministra da Casa Civil, para atrasar o projeto, que considerava “falido”. O senador disse ainda que o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, de quem era próximo, concordou com sua análise e ajudou a atrasar o andamento da proposta.

“Enfiei Campinas logo que veio o projeto. Para quê? Para complicar, verdade, para ganhar tempo. Peguei o Luciano Coutinho, que é o presidente do BNDES, foi meu colega, um sujeito informado, e falei ‘você não vai entrar nessa loucura de trem-bala, né?’. Então eu vou propor que o BNDES faça um estudo e você demora. E ele fez mesmo, demorou para burro, sabe? Para ganhar tempo”, disse Serra.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave