Quadrilha responsável por 80% dos homicídios de Nova Serrana é presa

Junto com o grupo, foram apreendidos armas, munições, celulares, veículos, drogas, R$ 4.120 em dinheiro, além de outros objetos relacionados ao tráfico

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Uma pessoa morreu e seis pessoas foram presas em operação realizada nessa quinta-feira (04) pela Polícia Civil em cidades do Centro-Oeste de Minas Gerais. Elas integram uma quadrilha que cometia homicídios, roubos e tráfico de drogas na região, principalmente em Nova Serrana, Oliveira, Passa Tempo, Bom Despacho, Pitangui e Pará de Minas.

De acordo com o delegado Alexandre Andrade Castro, chefe do Departamento de Divinópolis e um dos responsáveis pela investigação, o grupo tem ligação com cerca de 90% dos homicídios registrados nesses municípios nos últimos dois anos. “A maioria das mortes tem relação com o tráfico de drogas e, portanto, com a quadrilha, que liderava o tráfico na região”, diz.

A operação da última quinta-feira resultou na morte do líder do grupo, Douglas Rodrigues Vieira, o DG, de 24 anos. Segundo o delegado, ele resistiu à prisão e trocou tiros com policiais, na zona rural de Pompéu. Já os integrantes presos foram W.S.R., de 22 anos, M.C.J, de 23, B.D.V., de 23, G.V.S.A., de 30, R.T.R, de 20, e I.B.S.A, de 26 anos.

Junto com o grupo, foram apreendidos armas, munições, celulares, veículos, drogas, R$ 4.120 em dinheiro, além de outros objetos relacionados ao tráfico.

As investigações da operação “Quinta”, como foi chamada, começaram há quatro meses e se concentram em identificar os membros da quadrilha que, nos últimas semanas, estaria causando temor nas cidades em que atuava. Segundo Castro, no último dia 30, por exemplo, o grupo foi responsável por atear fogo em um ônibus em Nova Serrana. De acordo com o delegado, as investigações continuam, e o objetivo é encontrar e prender os demais integrantes.

Violência

A quadrilha de DG seria a principal responsável pelo aumento da criminalidade nas cidades da região Centro-Oeste neste ano, segundo Castro. Em Nova Serrana, por exemplo, o número de crimes violentos registrados subiu de 626, entre janeiro e outubro de 2013, para 955, no mesmo período de 2014 – um aumento de 52,5%, de acordo com dados da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds).

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave