Mulher é encontrada morta com marcas de facadas em São José da Lapa

Ela não compareceu a um pregão que tinha que realizar na prefeitura e os colegas chamaram a polícia, já que ela nunca havia feito isso antes

iG Minas Gerais | JULIANA BAETA |

Uma mulher foi encontrada morta em cima da própria cama em São José da Lapa, na região metropolitana de Belo Horizonte, nesta sexta-feira (5). Os colegas de trabalho acharam estranho o sumiço dela, já que ela era pregoeira da prefeitura da cidade e tinha uma licitação para participar durante a manhã. O carro da vítima também não foi encontrado. O principal suspeito é o ex-namorado dela, que está desaparecido.

Segundo a Polícia Militar, Lucineia Cordelia Silva, de 37 anos, não tinha o costume de se atrasar ou de faltar ao trabalho na prefeitura. Foi por isso que a polícia foi acionada e esteve na casa dela para saber o que havia acontecido. O local estava trancado, mas uma portinha que fica no segundo andar estava aberta, e costumava ficar sempre assim, já que o local é de difícil acesso.

Foi por ali que os militares entraram e encontraram a Lucineia na cama, já sem vida. Ela estava coberta de sangue, com uma perfuração no pescoço e outra no braço. A cena chocou até mesmo os militares, que disseram que a situação era "horrorosa".

A última pessoa com quem Lucineia foi vista, foi um homem que estava com ela, às 23h dessa quinta (5). Se trata do ex-namorado dela. Conforme a polícia, a vítima havia se relacionado com o suspeito há algum tempo, mas já tinha terminado o relacionamento. A mulher morava sozinha.

O homem não foi localizado. O carro da vítima também está desaparecido. O caso será investigado pela Polícia Civil. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave