Terceiro membro de missão da ONU contrai ebola na Libéria

Confirmação foi dada nesta quarta-feira; as pessoas que tiveram contato com o homem infectado serão isolados

iG Minas Gerais | Folhapress |

Um membro da missão de paz da ONU na Libéria contraiu ebola e está sendo tratado na capital, Monróvia. É o terceiro membro da missão infectado pelo vírus.

A missão da ONU disse em comunicado que estava tomando medidas para isolar aqueles que tiveram contato com o infectado - até agora, 16 pessoas já estão confinadas.

O membro da missão da ONU teve a contaminação confirmada na quarta-feira (3). Os outros dois membros da missão que contraíram ebola morreram.

A pior epidemia do vírus já registrada matou 6.113 pessoas em 17.256 casos, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde). Os países mais afetados são Libéria, Serra Leoa e Guiné.

Italiano - O estado de saúde do médico italiano contaminado com ebola em Serra Leoa piorou nesta quinta-feira (4) e ele teve que ser posto em respiração assistida, indicou a imprensa italiana citando fontes médicas.

O médico de 50 anos, da Sicília, contraiu ebola enquanto trabalhava para uma organização humanitária em Serra Leoa, um dos países mais atingidos pelo surto do vírus.

Desde a sexta-feira passada, o estado de saúde do paciente se agravou e começou a ter problemas gastro-intestinais (com náuseas, vômitos e diarreias) e febre muito alta.

O médico é o único cidadão italiano a ser diagnosticado com a febre hemorrágica.

Ele foi transferido há nove dias de Serra Leoa para Roma, onde recebe tratamento com um medicamento experimental nunca antes usado na Itália e com o plasma de pacientes que sobreviveram à doença.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave