Motociclista se desentende com caminhoneiro, que o atropela e mata

Suspeito alega que tudo não passou de um acidente, mas testemunhas os desmentem; antes de ser preso, suspeito foi agredido por outros motociclistas

iG Minas Gerais | Fernanda Viegas |

Santos será enterrado na tarde desta sexta-feira (5)
Reprodução Facebook
Santos será enterrado na tarde desta sexta-feira (5)

Um motociclista de 37 anos foi atropelado por um caminhão e morreu, nessa quinta-feira (4), em Poços de Caldas, no Sul de Minas, após um atrito verbal entre eles. O caminhoneiro alegou que foi um acidente, mas testemunhas o desmentem. Antes de ser preso, o homem foi agredido por outros motociclistas.

De acordo com informações colhidas pela Polícia Militar (PM) na rua Antônio de Almeida Marques, no bairro Jardim Elvira Dias, o caminhoneiro D.M., 55, teria fechado o motociclista Paulo André dos Santos na via. Este parou o veículo e reclamou com o condutor do caminhão, gesticulando. Em seguida, o motorista teria acelerado e atropelado o motociclista.

Na versão do suspeito, dada à PM, tudo não passou de um acidente. Ele contou que estava parado e que viu Santos gesticulando e xingando. Depois, ele teria entrado na rua e o motociclista teria o seguido. Ele, então, pediu para Santos ir embora, mas, ao invés disso, ele teria passado pelo lado direito do veículo de carga, atingindo o ponto cego do caminhão.

Inconformados com a morte de Santos, outros motociclistas que passavam pelo local, agrediram o suspeito com pedradas. O caminhoneiro fez o teste do bafômetro, que deu negativo, e foi encaminhado para delegacia.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) esteve no local e constatou o óbito. A moto de Santos não estava licenciada e foi recolhida.

A vítima está sendo velada nesta manhã e será enterrada às 16h no Cemitério da Saudade. Cerca de 30 pessoas estão no local. “Eu lembro dele pequeninho, meu menino estudou com ele. Era uma pessoa muito boa”, lembrou a auxiliar de serviços gerais, Deoselinda da Silva, 58.

Entre os conhecidos de Santos, a versão que circula é de que ele foi assassinado por ter se envolvido em uma briga de trânsito. “Ele só olhou de lado e falou com o homem ‘você não está me vendo?’. E aí o homem disse ‘se eu quiser eu passo em cima de você’”, contou Deoselinda, que já foi vizinha da vítima.

Pela internet, os amigos de Santos se despediram e lamentaram a violência sofrida por ele. “Meu amigo sentiremos sua falta, que Deus abençoe sua família, que Deus te receba de braços aberto, SAUDADES é o sentimento que vc vai deixar...VALEU AMIGO. …”(sic), escreveu um internauta em luto.

“Nada justifica a violência. Que a paz e orientação de Deus seja com a família” (sic), avaliou uma internauta.